21 de julho de 2018

Três obras vão disputar o concurso de samba enredo da Estrela do 3º Milênio

Nenhum comentário :
A escola de samba Estrela do 3° Milênio, vice-campeã do grupo de Acesso II da Liga das Escolas de Samba de São Paulo, se prepara para mais um momento importante do desenvolvimento do projeto do carnaval: a escolha da trilha sonora do tema “Coragem! Somos nós que fazemos a vida”, de autoria e criação do carnavalesco Murilo Lobo, que assina pela segunda temporada consecutiva.
Para esse ano, a direção da escola convidou três parcerias que serão julgadas por uma comissão após a entrega da gravação marcada para o dia 11 de agosto. Não haverá eliminatória. “Optamos por um concurso fechado e fizemos pessoalmente os convites aos poetas”, afirma o diretor de Carnaval Carlos Pires, que integra a comissão julgadora.
Os compositores Aquiles da Vila, Rapha SP, Marcus Boldrini e Salgado Luz estreiam na agremiação. “Estamos felizes pelo convite e muito empenhados em compor uma grande obra para essa disputa. Coragem “3° Milênio”! Vamos com força e, acima de tudo, fé!”, diz Aquiles, compositor multicampeão. 
Foto: Bruno Falconeri

Outro time que disputará será o de Luizinho, Jô Pires e Edvaldo Gouvêa. “Estamos nos esforçando para fazer um samba a altura dessa agremiação. Independente do resultado final já somos agradecidos por fazer parte dessa família”, diz Luizinho.
Rodrigo de Oliveira, conhecido como Schumacker, Durval, Maurício Pito, Felipe e Matheus também estarão no páreo dessa disputa. “Esse tema é inspirador e apaixonante. Sabemos que disputaremos com bons poetas também. Será uma disputa acirrada”, analisa. Suas obras foram consagradas campeãs por mais de dez vezes só no grupo de elite do Carnaval de SP.
Estamos na expectativa de um samba marcante para ser a trilha sonora desse enredo intenso, cheio de grandes referências históricas e personalidades que mudaram a humanidade. Tenho certeza que seremos surpreendidos com grandes obras”, declara o presidente Gilberto Rodrigues, Giba.
Em 2018, o samba “Na força da coruja. Deixe a lenda te guiar” dos compositores Marcelo Casa Nossa e Darlan Alves conquistou nota máxima no quesito.

Folia nas ruas vai animar a Flip em Paraty

Nenhum comentário :
Um bloco de Carnaval fora de época promete animar as ruas do Centro Histórico durante a Feira Literária Internacional de Paraty (Flip). Com nome escolhido em votação popular, o Só Paro no Próximo Capítulo sairá no dia 27 de julho, às 21h30, da Casa Santa Rita de Cássia, na Rua Dr. Pereira, e terminará na Casa Libre & Nuvem de Livros, na Rua da Lapa, como esquenta de um animado baile.
A iniciativa é de Raquel Menezes, presidente da Liga Brasileira de Editoras (Libre) e diretora da Oficina Raquel, e Volnei Canônica, diretor do Centro de Leitura Quindim e ex-secretário do Ministério da Cultura, com apoio de Cássia Carrenho, sócia da LabPub, e da Poeme-se.

“Volnei e eu, foliões que somos, pensamos em colocar o bloco nas ruas de Paraty quando nos encontramos no cortejo da Orquestra Voadora, no Rio. A ideia é juntar a nossa grande expressão popular, o Carnaval, e a vocação da Flip, a literatura, e fazer um grande encontro para os profissionais da área e os leitores se divertirem”, diz Raquel.
O bloco Só Paro no Próximo Capítulo é aberto ao público. Já para participar do baile de Carnaval será cobrado ingresso, que dará direito a uma camisa exclusiva da Poeme-se, ilustrada por Roger Mello, cerveja, salgadinho e à animação no salão.

20 de julho de 2018

Ronei Pereira renova com o Acadêmicos de São Jorge

Nenhum comentário :
Dando continuidade aos preparativos para o carnaval 2019, o Acadêmicos de São Jorge, do grupo 1 do carnaval de São Paulo, anunciou na tarde desta sexta (20) a renovação do seu coreógrafo da comissão de frente Ronei Pereira.


Gabaritando o quesito em 2018, o coreógrafo já garante que no próximo ano não será diferente. "Com muita garra e determinação darei continuidade aos trabalhos com muito amor e dedicação", revela Ronei.

Em 2018 o Acadêmicos de São Jorge ficou na segunda colocação com o enredo "Ifé… Terra Sagrada dos Deuses, Berço da Civilização Iorubá"

19 de julho de 2018

CARNAVAL VIRTUAL: Jorge Silveira, do Virtual ao Real

Nenhum comentário :
Hoje inicio a mais nova coluna do Site Folia do Samba. Aqui será o espaço para falar sobre o Carnaval Virtual, uma parte importante do processo de criação, pensar e revelação carnavalesco. Aqui iremos sediar diversas entrevistas com pessoas novatas, experientes e até pessoas que estão fazendo seu primeiro desfile.

Para inaugurar essa coluna resolvi chamar o carnavalesco Jorge Silveira, que é uma das maiores referências do Carnaval Virtual, sendo hoje carnavalesco no Grupo Especial do Rio de Janeiro pela São Clemente e já tendo passado por São Paulo pela Dragões da Real e na Série A do Rio de Janeiro pela Unidos do Viradouro.


Foto: Rafael Arantes

1-Quando você começou no Carnaval Virtual e como foi a sua primeira experiência?

Eu conheci o carnaval virtual através de um amigo ( Netto ) que me convidou para desenhar um desfile. Minha estreia foi em 2011, na Mocidade Imperiana ( era o nome da escola na época).

Foi uma descoberta muito interessante.  Logo nessa estreia eu tive a felicidade de ganhar o carnaval numa categoria de acesso dos desfiles virtuais . No ano anterior a minha chegada a escola havia ficado em décimo primeiro lugar .

2- Quais são as maiores diferenças ao se projetar um Carnaval Real e um Virtual?

Existem naturalmente diferenças significativas entre projetar um carnaval real e um virtual . A principal delas é que o virtual permite "qualquer coisa". No carnaval real temos que lidar com orçamentos, lidar com materiais, desenvolver plantas técnicas construtivas . Sem dúvida o desfile real é muito mais complexo que o virtual .

3- Você quando foi chamado/se apresentou em alguma escola você usou esses desfiles como alguma forma de portfólio?


Sim, eu usei trabalhos dos desfiles virtuais como portifolio.  Foi um primeiro passo importante.

4- Qual seu desfile favorito do Carnaval Virtual?

Academicame Popular - desfile em homenagem aos 200 anos da Escola de Belas Artes do Rio de Janeiro.  Desfile esse que tive a felicidade de fazer uma releitura para o carnaval da São Clemente no grupo especial . Foi a primeira vez que um enredo do carnaval virtual se tornou concreto no grupo especial do Rio de Janeiro pelas mãos do mesmo carnavalesco que desenvolveu no virtual.

5-Quais suas expectativas com o retorno para o Carnaval Virtual com a GRESV Mocidade?

Esse retorno é um momento de celebrar com os amigos.  Uma oportunidade de dizer "muito obrigado " ao carnaval virtual.  Meu intuito principal de verdade  não é a competição, mas o encerrar o ciclo com essa plataforma a quem eu devo tanto.

6- Se alguém quiser começar, quais dicas você daria?

Estude . Muito . Todo conhecimento torna-se importante na formação de um profissional de criação.  Quanto mais experiência você adquirir, mais recursos você terá no desenvolvimento de suas ideia . Eu estudo desenho todos os dias da minha vida desde criança.  Dedicação faz a diferença.

Com essa entrevista conseguimos ver a importância que o Carnaval Virtual teve na carreira dele como Carnavalesco. Participe também e acompanhe o Carnaval Virtual.

Inocente de Belford Roxo coroa rainha de bateria em festa de aniversário

Nenhum comentário :
A Inocente de Belford Roxo irá aproveitar a sua festa de aniversário, no próximo dia 22, para coroar a sua nova rainha de bateria, a Digital Influencer e arquiteta Thainá de Oliveira, que reinará à frente da bateria do mestre Washington Paz com o enredo “Com a boca na botija”, do carnavalesco Marcus Ferreira, no próximo ano.

A jovem não esconde a sua ansiedade, "Estou radiante, ansiosa com a minha coroação. Agradeço ao presidente Reginaldo Gomes pelo convite e a toda comunidade pelas mensagens de carinho que tenho recebido. Quero convidar todos os meus amigos para me darem um abraço na festa",  Relatou  Thainá de Oliveira.


A caçulinha da baixada também irá aproveitar a comemoração dos seus 25 anos para apresentar as suas novas contratações, o carnavalesco Marcus Ferreira, o  intérprete Nino do Milênio, o novo diretor de Carnaval Luiz Carlos Armâncio, a segunda porta-bandeira Winnie Delmar e a comissão de Harmonia formada por Márcio Pimenta, Tiago Gomes e Tarzan.

A comemoração ainda conta com a apresentação do grupo show da Inocente, grupos de Pagode e com a participação da Grande Rio, escola que Thainá de Oliveira permanece no posto musa. O evento tem o início marcado para às 15 horas, tem a entrada gratuita e será realizado na quadra da agremiação, localizada na Rua Boulevard, 1741 - Parque São Vicente, Belford Roxo.

Chininha & Príncipe e o Cantor Vitinho são as atrações do UPM Samba Show

Nenhum comentário :
Na próxima sexta-feira, 20 de julho, o pagode vai rolar solto na quadra da Unidos de Padre Miguel, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Em mais uma edição do UPM Samba Show, a quadra da Vermelha e Branca de Padre Miguel receberá dois grandes shows - Chininha & Príncipe  e o Cantor Vitinho.
Chininha e Príncipe ficaram conhecidos quando integravam o grupo Nosso Sentimento. Saíram e tiveram a ideia de formar uma dupla, inédita no mundo do pagode. Juntos na música há mais de 12 anos,a dupla recordista em visualizações no Youtube promete mexer com os corações apaixonados. No repertório, sucessos como a música “Londres”, “Justiceiro”, “Dublê de namorado”, “Me usa e some”, “Pele na pele” e “A Deus”.


Outro show que vai rolar será com um dos cantores de pagode romântico mais tocados na atualidade , o Cantor Vitinho. Ex vocalista do Grupo de pagode 22 minutos, Vitinho levará para os apaixonados da Vila Vintém os sucessos "Sintomas de amor", "Que cena", "Deixa eu te tocar", "Traição", "Proposital".
Nos intervalos a agitação continua com os DJ’s Juninho, Pretinho da Vila e MT.
Os ingressos e camarotes estão à venda na quadra da escola, de segunda à sexta-feira, de 09 às 18h, por apenas R$10,00 (Dez Reais), já os camarotes com capacidade para 15  e 10 pessoas, custam R$ 500,00 e R$ 400,00 respectivamente.
Bem localizada, a quadra da Unidos de Padre Miguel fica próximo ao Hospital Municipal Albert Schweitzer. Há também farta oferta de táxis e uber que fazem o trajeto. O endereço da quadra é Rua Mesquita, 8, Padre Miguel.
O show tem classificação de 14 anos com responsável.


SERVIÇO
UPM SAMBA SHOW COM : CHININHA & PRÍNCIPE E CANTOR VITINHO
Data: 20  de Julho
Horário: a partir das 22h
Valor: R$ 10,00
Camarotes: R$ 500,00 reais para 15 pessoas  ou R$ 400,00 para 10 pessoas.
Classificação - 14 anos com acompanhante.

Endereço: Rua Mesquita, 8 - Padre Miguel.

Vizinha Faladeira altera as datas de entrega e eliminatórias de samba-enredo

Nenhum comentário :
As datas das eliminatórias de samba-enredo da Vizinha Faladeira para o Carnaval 2019 foram alteradas atendendo a pedidos dos compositores que participarão da disputa.  A diretoria da Pioneira fará um trabalho juntamente com os compositores visando à redução de custos. Portanto, não será necessário a gravação de CD na inscrição. 

Os compositores poderão enviar uma gravação simples pelo What'sApp para que a melodia da obra seja conhecida e apresentada. 

Outro ponto alterado foi referente a entrega do samba concorrente. No ato da inscrição, a parceria deverá entregar cinco cópias da letra do samba e pagar a taxa referente a participação, podendo inscrever cinco compositores e uma participação especial.


As datas estão assim definidas: dia 07 de agosto, inscrição e entrega dos sambas das 19h30 às 22h, na quadra da agremiação, na Rua Nabuco de Freitas, 19, no bairro de Santo Cristo; dia 10 de agosto, apresentação das obras concorrentes; dia 17 de agosto, primeira eliminatória; dia 24 de agosto, segunda eliminatória; dia 01 de setembro, semifinal; e dia 15 de setembro, a grande final com a escolha do hino oficial do enredo ""De Catulo à Lampião bem vindos a terra do cão", que será desenvolvido pelo carnavalesco Jean Rodrigues.

Os compositores que desejarem tirar suas dúvidas com o carnavalesco Jean Rodrigues, poderão agendar o encontro com a presidente da Ala de Compositores, Valéria Amorim, pelo What'sApp (21) 96473-9743.

A Vizinha Faladeira será a sétima escola a desfilar na Estrada Intendente Magalhães pela Série B, no Carnaval 2019.

Mocidade inicia disputa de samba em quadra histórica e convida Unidos de Padre Miguel

Nenhum comentário :
A Mocidade Independente de Padre Miguel inicia neste domingo, dia 22 de julho, a sua disputa de samba para o Carnaval 2019. O evento, que começa ás 15h, acontecerá na quadra histórica da Vila Vintém e contará com a presença da Unidos de Padre Miguel como convidada. Haverá também apresentação dos segmentos da Estrela Guia na sequência. Logo depois, os 20 sambas inscritos se apresentam. Haverá cortes! A entrada custa R$ 5 e os ingressos de cortesia valem até ás 17h. A classificação etária é 18 anos.
Foto: Eduardo Hollanda


Cada obra terá três passadas para se apresentar, uma sem a participação da bateria e duas com a ''Não Existe Mais Quente''. A verde e branca recebeu a inscrição de 20 sambas concorrentes. Todos eles podem ser ouvidos no site da agremiação (http://www.mocidadeindependente.com.br/sambas-concorrentes-2019/) e a grande escolha do hino para 2019 acontece no dia 22 de setembro, na quadra da Avenida Brasil. Confira a relação de sambas concorrentes:  

- Bachini e Vinicius Amaral
- Fernando Muniz, Dra. Izaura César, Vanderlei Brinco, Itamar Ferreira César
- Darllan Ribeiro e Ed Santos
- J.Giovanni, Ricardo Simpatia, Gustavo Soares, Solano Santos, Jedir Brisa, Dudu Educar, G.Alves e Igor Vianna
- Trivella, Peixoto, Juca, Vaz, Caruso, Beto Moura, Dudu Precisão e Wemerson Calheiros
- Jurandir Didi, Renilson Nascimento, Ribeirinho Luz, Alex Cruz
 - Dunga, Jorginho Mocidade, Jorge Laitiano, Paulo China, Gringo do Cavaco, JC Carlos, Jorgina e Osmar Rosa
 - Roberto Zulu, Ricardo Guedes, Fábio Marques, Delvanir Alves, Vanderlea Andrade e Deise Villela
 - José Carlos do Saara, Alexandre Moreira e Doda
 - Rafael Drumond, Renato Duarte, André Pimentel, Roger Correia, Vanessa Pimentel, Diego Procópio, Julinho e Beto Fera
- Jefinho Rodrigues, Diego Nicolau, Marquinho Índio, Jonas Marques, Richard Valença, Roni Pit Stop, Orlando Ambrosio, Cabeça do Ajax
- Fabiano Alcântara, André Baiacu, Paulo Ferraz, Marlon P, Márcio Silva, Junior Diniz, Vinicius Sombra
- Valdir Cruz, D´arc, Jorge Alves, Jorge Carvalho, Vassil e Anderson Migão
- Elton Babu, Rafael Lima, Jorge Maia, Leandro Balinha, Jotinha, Wendel Couto, Guto Biral e Henrique Negão
 - Domenil, Marcelo do Rap, Jairo Santos, Dr. Márcio, Professor Laranjo, Márcio Ribeiro, Rodrigo Motta e Fábio Arerê
- Jaci Campo Grande, Nito de Souza, Danilo Grande, Marcinho.com, Ronaldinho, Bruno Ferrari, Igor Bazilio e Aurélio Brito
 - Denilson do Rozário, Léo Peres, Carlinhos da Chácara, Alex Saraiça, Marcelo Casa Nossa, Darlan Alves,Gui Cruz e Lula
- Tânio Mendonça. Tim Daflon, Vagner Moraes, Claiton, Natan, Alexandre e Karmem Mocidade
- Cristiano Plácido, Rodrigo Medeiros, Bruno Serrinho, Jailton Russo, Pestana, Fabio Braga, Gilberto Monteiro e Mauro Dias
 - Beto Correa, Rogerinho, Enilson, Davi Fernandes, Bruninho Andrade, Gabriel Marques, Sidclei e Zomo

A quadra da histórica da Mocidade fica na rua Coronel Tamarindo, 38, em Padre Miguel. Em 2019, a escola busca o seu sétimo título com o enredo ''Eu sou o Tempo. Tempo é vida''. O desfile terá o desenvolvimento do carnavalesco Alexandre Louzada.

Cubango apresenta sambas concorrentes no próximo dia 29

Nenhum comentário :
A Acadêmicos do Cubango já tem data para o início de sua disputa de samba rumo ao Carnaval 2019. No próximo dia 29 de julho, a partir das 13h, a agremiação realiza uma feijoada em sua quadra para apresentar as obras concorrentes. O evento terá ainda uma roda com o grupo ''Samba da Casa'' e apresentação dos segmentos ao som dos lendários sambas da verde e branca de Niterói. A entrada é franca e a feijoada, que será servida até ás 16h30, custa R$ 10. Toda a equipe do carnaval 2019 estará presente na quadra e o enredo para o próximo desfile tem o título ''Igbá Cubango - a alma das coisas e a arte dos milagres'', que será desenvolvido pelos carnavalescos Gabriel Haddad e Leonardo Bora, e pelo pesquisador Vinícius Natal. 


A agremiação propõe um diálogo com a sua própria história. O pentacampeonato do carnaval de Niterói conquistado em 1979, com o lendário samba ''Afoxé'', foi dedicado ao ''ídolo menino'' Babalotim, objeto sagrado que ainda habita a quadra. As cabaças dos assentamentos, as figas, os abacaxis dos balangandãs, os amuletos indígenas, as carrancas, os ex-votos do catolicismo popular, tudo isso estará presente no carnaval da agremiação. A verde e branca será a sexta escola a desfilar no sábado de carnaval em 2019. A quadra da agremiação fica na rua Noronha Torrezão, 560, Cubango, Niterói.

Estácio de Sá: confira as regras para a disputa de sambas do Carnaval 2019

Nenhum comentário :
Com enredo e sinopse divulgados na última segunda-feira, 16, a Estácio de Sá definiu as regras para o concurso que vai eleger o hino oficial para o Carnaval 2019, ano em que a vermelho e branco entra na disputa pelo título da Série A com o enredo “ A Fé que Emerge das Águas”. Escrito pelo jornalista Daniel Targueta, o roteiro base que servirá de inspiração para os poetas estacianos, será transformado em samba e apresentado ao grande público no dia 17 de agosto. Antes porém, estão previstos três encontros entre os compositores e o carnavalesco Tarcísio Zanon, para a tirada de dúvidas.
- A Estácio sempre se deu muito bem com enredos que primam pela emoção. Foi assim com o Círio e São Jorge, esperamos que o Cristo Negro e o Panamá rendam grandes obras para todos os nossos compositores, comenta Tarcísio.

Feliz com a repercussão do enredo proposto pela rainha do Carnaval Jéssica Maia, que viveu no país por uma década, o presidente Leziário Nascimento chegou a brincar com os compositores durante a explanação da sinopse.
- "Estou quase escrevendo umas linhas aí para virar samba", brincou o dirigente, afirmando, em seguida, que no Estácio não há possibilidade de reedição ou da não disputa dos sambas. “ Enquanto eu for presidente, no Estácio haverá disputa porque nós temos uma ala muito capaz de fazer grandes obras. Eu acredito em vocês e sei que com um tema como este, vocês irão saber transmitir tudo o que está sendo pensado para esse desfile”, comentou.
A novidade para a disputa é que a final será realizada, excepcionalmente, em um sábado. A data escolhida foi a de 15 de setembro, sendo a escola, a última da Série A a escolher o samba para o Carnaval do ano que vem.
Confira as datas dos tira-dúvidas e as regras para a disputa:
- 26 de julho, quinta-feira, das 18h às 21h
- 02 de agosto, quinta-feira, das 18h às 21h
- 09 de agosto, quinta-feira, das 18h às 21h
- Inscrição dos sambas : 16 de agosto, quinta-feira, das 18h às 21h
- apresentação dos sambas na quadra: 17 de agosto, sexta-feira, a partir das 22h.
Para quem quiser se inscrever no concurso de sambas de enredo visando o Carnaval 2019 , as regras são as seguintes:
- número máximo de compositores por parceria : 07 ( já incluindo as participações especiais)
- valor da inscrição por compositor: R$50
- 05 Cd´s
- 30 cópias impressas da letra do samba
Em 2019, a Estácio de Sá será a terceira escola a desfilar no sábado de Carnaval, 02 de março.

Ouça os sambas concorrentes da Feitiço do Rio para 2019

Nenhum comentário :


O compositor que tiver interesse em divulgar seu samba em nosso site deve mandar letra e áudio para o email foliadosamba@outlook.com

Thales Nunes, Serginho Ayres, Thatiane Carvalho, Hugo Oliveira e Carolina Abreu

18 de julho de 2018

SINOPSE DE ENREDO: União do Parque Curicica 2019

Nenhum comentário :
Mulher negra,
Por que se esconde de mim?
Será que busco em ti um retrato
Como aqueles preto e branco
Hoje, todos coloridos.
Mulher negra
O que há em ti?
Que foge de meu olhar reducionista
Mulher e outrora negra,
Outrora lésbica, outrora albina
Mulher negra
Pensei em ti
Mas ao abrir os meus olhos
Aquele quadro que pintei
Já não existia
Mulher negra
Se espalham, se multiplicam
Dancem rap ou talvez nem dancem
E este substantivo singular
A aprisionar milhões de outras mulheres
Poderiam estar nos terreiros
Em quilombos
Nas universidades
Mas indago
Me pergunto, onde estão
As outras?
Aquelas vozes
que não foram habilitadas
Mulheres negras
São tantas, tão múltiplas
Que me inquietam
Sabe, as vezes me fazem calar
Tenho medo de falar bobagens
Quando me calo
É para que as minhas palavras
Não as sufoquem ainda mais!

Cristiane Mare.

SINOPSE 

EU VI DEUS, ELA É NEGRA!

Vejo Asase Yaa, Samba Kalunga e Oyá a inspirar o protagonismo de mulheres da
cor de ébano, a exemplo das guerreiras que lutaram contra a escravidão. A violência não
foi somente física, mas, também, espiritual. Não bastava obter a força de trabalho em prol do projeto colonizador. A estratégia consistia em soterrar as memórias trazidas da mãe África, produzindo ESQUECIMENTO. A resistência se dava mesmo através de uma aparente sujeição, como na incorporação da religiosidade católica e a formação de
irmandades de devoção mariana, nas quais as mulheres negras desempenhavam papel
fundamental. As irmandades eram lugares de acolhimento e proteção aos irmãos,
escravizados ou libertos. Solidariedade própria às sociedades africanas! Era como se, à
sombra de um imponente Baobá, elas pudessem abrigar e cuidar de seus filhos, nutrindoos com a seiva da vida, o conhecimento ancestral. Palavra e ação em benefício das comunidades. “Egbé Gèlèdé”!


EU VI DEUS, ELA É NEGRA!

Sinto a dor dilacerante das minhas ancestrais, atadas a grilhões invisíveis, alijadas
de exercer o direito à educação. Uma luta que é de gênero, mas, também, é de cor. A cor
preta nunca ocupou espaço merecido na escala cromática das carteiras escolares no Brasil.
Estudar, nessas condições, significou e continua a significar um ato de resistência. Nossas heroínas intelectuais desabrocham mesmo em terreno hostil! Várias são as mulheres negras representantes deste importante segmento, que abarca escritoras, educadoras e pesquisadoras que contribuem para o desenvolvimento do pensamento brasileiro. A palavra, aqui, é o canhão capaz de remover as barreiras erigidas pelo etnocentrismo, abrindo espaço para o avanço de uma legião de mulheres negras, ávidas em aprender para ensinar e, assim, transformar.

EU VI DEUS, ELA É NEGRA!

Ouço, por fim, vozes que falam e encantam, extravasando uma beleza singular,
que transcende o físico, propagando-se por meio de ações engajadas dentro dos
movimentos políticos, sociais e culturais. Inspiradas e inspiradoras, as Oxuns seguem
ladrilhando o caminho para as novas gerações, dando-lhes o sentimento de pertencimento; afinal, representatividade importa, sim! O labor árduo e contínuo contra o preconceito faz vítimas, que morrem, mas vivem em cada uma que fica. Assim, progressivamente, os espaços vão sendo ocupados e ressignificados. Feministas, orgulhosas de suas origens, empoderam-se para empoderar, alimentando um círculo virtuoso que, almejamos, não tenha fim. Negras e belas mulheres, PRESENTES, sempre!


Ideia original: Roberta Rosa; 
Pesquisa e texto: Leonam Lauro Nunes da Silva; 
Carnavalesco: Wagner Gonçalves.



Referências Bibliográficas:

ARRAES, Jarid. “Heroínas Negras Brasileiras – em 15 Cordéis”. São Paulo: Pólen, 2017.

CABRAL, Sérgio. “Escolas de Samba do Rio de Janeiro”. São Paulo: LAZULI Editora / Companhia Editora Nacional, 2011.

CENTRO CULTURAL CARTOLA. Dossiê “Matrizes do Samba no Rio de
Janeiro – Partido Alto, Samba de Terreiro, Samba-Enredo”. Rio de Janeiro: Centro Cultural Cartola, 2015.

CENTRO CULTURAL CARTOLA. “A Força Feminina do Samba”. Rio de Janeiro: Centro Cultural Cartola, 2007.

COUTO, Mia. “A Confissão da Leoa”. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

DAVIS, Angela. “Mulheres, Cultura e Política”. São Paulo: Boitempo, 2017.

FERREIRA, Felipe. “O Livro de Ouro do Carnaval Brasileiro”. Rio de Janeiro: Ediouro, 2004.

GIASI, Yaa. O Caminho de Casa. Rio de Janeiro: Editora Rocco, 2017.

MÜLLER, Maria Lúcia Rodrigues. “A cor da escola – imagens da Primeira República”. Cuiabá: Editora da UFMT/ Entrelinhas, 2008.

MUSSA, Alberto; SIMAS, Luiz Antonio. “Samba de enredo: história e arte”. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

NIGZI ADICHIE, Chimamanda. Meio sol amarelo. São Paulo, 2017.

RIBEIRO, Djamila. O que é lugar de fala? Femininos Plurais. Belo Horizonte: Editora Letramento, 2017.

SIMAS, Luiz Antonio; FABATO, Fábio. “Pra tudo começar na Quinta-Feira: o enredo dos enredos”. Rio de Janeiro: Mórula, 2015.


Grupo Fundo do Quintal participa das gravações do samba enredo da X9 Paulistana

Nenhum comentário :
Na tarde de ontem, nos estúdios dos técnicos, no Rio de Janeiro, o grupo Fundo de Quintal, uma das maiores referências no mundo da música, participou das gravações do samba-enredo de 2019, trilha do carnaval "O show tem que continuar. O meu lugar é cercado de luta e suor, esperança num mundo melhor!", que homenageia Arlindo Cruz,  de autoria do carnavalesco Amarildo de Melo, que  segue pelo segundo ano consecutivo assinando o desfile da agremiação da Parada Inglesa.

Cheios de histórias, lembranças e saudades do amigo e parceiro Arlindo Cruz os seis componentes  Ademir Batera, Bira Presidente, Júnior Itaguay, Sereno, Ubirany e Márcio Alexandre, encheram o ambiente de alegria e descontração e todos estavam ansiosos para também eternizar nessa canção o carinho e respeito ao Arlindo. "Fiquei arrepiado! Me emocionei demais com essa composição", diz Itaguay.



Bira Presidente, ícone do samba brasileiro, contagiou todo mundo no estúdio com sua simpatia distribuindo sorrisos. Sua biografia, que se confunde com o Cacique de Ramos, onde nasceu o Fundo de Quintal, Bira relembrou os 12 anos que dividiu o palco ao lado do amigo. "Foram anos juntos na estrada até Arlindo seguir carreira solo. Nessa época, vivemos muitos momentos especiais no grupo. Só temos a agradecer por seu legado. Ele merece essa grandiosa homenagem", afirma. Entre tantos sucessos do Fundo, Arlindo foi responsável por alguns megahits como "O show tem que continuar", "Castelo de Cera", entre outros. 

Darlan Alves coordenou as gravações de cada cantor e depois de todos juntos, ao lado do técnico de som Arthur Luna. O samba-enredo será conhecido no.dia 29 de julho, durante a festa que a agremiação está preparando para comunidade e o público geral.

Unidos de Lucas realiza tira-dúvidas nesta quarta-feira

Nenhum comentário :
Está agendado para esta quarta-feira, dia 18 de julho das 20h às 22h, na quadra do Unidos de Lucas, o primeiro encontro da comissão de carnaval com os compositores interessados no concurso, que vai escolher o samba-enredo que a agremiação do bairro de Parada de Lucas vai apresentar no carnaval de 2019. 

Com o enredo "Do Galo de Barcelos ao Galo de Ouro, Lucas conta uma história de fé e justiça", de autoria dos carnavalescos: Ney Junior, Walter Guilherme e Cristiano Plácido, a escola será a primeira a desfilar na terça-feira de carnaval pela Série B na Estrada Intendente Magalhães. A quadra da Unidos de Lucas fica na Rua Cordovil, 333 em Parada de Lucas.

Agenda:
18/07 - Primeiro tira-dúvidas com os carnavalescos das 20h às 22h
01/08 - Segundo tira-dúvidas com os carnavalescos das 20h às 22h
19/08 - Entrega/Inscrição dos Sambas concorrentes na quadra de 12h às 18h
01/09 - Primeira Eliminatória
15/09 - Segunda Eliminatória
29/09 - Terceira Eliminatória
06/10 - Semifinal
21/10 - Grande Final
Foto: Eduardo Hollanda

9° Edição do Troféu Gato de Prata acontece nesta sexta, 20

Nenhum comentário :
O Troféu Gato de Prata é uma idealização do compositor, cantor e jornalista Tico do Gato e esse ano indo pra sua nona edição com o objetivo de valorizar os segmentos que fazem a maior festa popular a céu aberto do mundo, "O nosso Carnaval".

Esse ano os avaliadores:
Carlos Gil, Aydano André Mota, Robson Aldir, Eraldo Leite, Laerte Capemisa, Raquel Valença, Mariazinha, Mestre Manoel Dionísio, Mestre Odilon, Tico do Gato, Waltinho Honorato e Lúcia Mello.

Terá a apresentação do eterno casal de Mestre Sala e Porta Bandeira Chiquinho e Maria Helena e a coroação da Rainha Juliana Alves como Rainha do Gato de Prata 2018.
Foto: Daniel Pinheiro

Homenagens Especiais

Sidney Rezende
Capitão Guimarães
Rubens Confete
Secretaria de Cultura de Juiz de Fora
Comentarista e Apresentador Milton Cunha
Imprensa: Carnaval Interativo
Premiados
Grupo Especial
Melhor Escola: Salgueiro
Melhor Enredo: Beija Flor
Melhor Carnavalesco: Alex de Souza
Melhor Samba: Beija Flor
Melhor Diretor de Carnaval: Laila
Melhor Intérprete: Emerson Dias
Melhor Bateria: Mocidade Independente de Padre Miguel
Melhor Ala de Baiana: Imperatriz Leopoldinense
Melhor casal: Claudinho e Selminha Sorriso Beija Flor
Melhor comunicação com o público:
Samba da Paraíso do Tuiuti e o Intérprete Neguinho da Beija Flor
Melhor Destaque: Rodrigo Leocadio
Melhor ala de Passistas: Mangueira
Prêmio Especial: Futuro do Samba Ala de Passistas Mirim da Imperatriz Leopoldinense
Originalidade: Carro Tripé da Acadêmicos do Grande Rio
Melhor Comissão de Frente: Paraíso do Tuiuti
Melhor ala: Bloco do Sujo da Mangueira
Melhor Velha Guarda: Império Serrano
Melhor Harmonia: Portela
Melhor Rainha de Bateria: Viviane Araújo
Revelação do Carnaval: Rafaela Caboclo

Grupo Acesso A
Melhor Escola: Cubango
Melhor Samba enredo: Viradouro
Melhor Casal de Mestre Sala e Porta Bandeira: Julinho e Ruth Alves
Melhor Bateria : Inocentes de Belford Roxo
Melhor Diretor de Carnaval: Ricardo Simpatia
Melhor Comissão de Frente: Viradouro
MelhorvAla de Passista: Unidos de Padre Miguel
Melhor Velha Guarda: Unidos de Padre Miguel
Melhor Intérprete: Igor Vianna
Melhor Rainha de Bateria: Alice Alves Unidos de Padre Miguel
Melhor Ala de Baianas: Alegria da Zona Sul
Melhor Carnavalesco: Gabriel Haddad e Leonardo Bora Acadêmicos do Cubango
A festa de entrega será no dia 20 de julho á partir das 20h no Clube Municipal na Tijuca na Rua Haddock Lobo, 357 Rj

Império Serrano faz lançamento do samba enredo neste sábado, 21

Nenhum comentário :
O Império Serrano realiza no próximo sábado (21) sua Feijoada Imperial, a partir de 14h, na quadra da escola. O evento terá abertura com o Grupo Senzala, show da escola convidada Estação Primeira de Mangueira sob o comando do Mestre Wesley e do intérprete Marquinho Art'Samba e participação especial do cantor e compositor DÉCIO LUIZ.


O Império Serrano ainda reserva a tarde noite deste sábado, para apresentar a sua logo oficial para o carnaval 2019 e também irá apresentar o Samba Enredo Oficial na Voz do nosso Intérprete Oficial Silas Leleu e da nossa Sinfônica do Samba, sob o Comando do Mestre Gilmar. Teremos ainda apresentação das baianas, passistas e do nosso Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira. Imperdível!

O ingresso para o evento custa R$ 20. A feijoada, a parte, custa R$ 20. A quadra do Império Serrano fica na Avenida Ministro Edgard Romero, 114 – Madureira.

Em 2019, a verde e branco apresentará na Avenida o enredo “O que é, oque é?”, desenvolvido pelo carnavalesco Paulo Menezes.

Serviço:
Local: G.R.E.S Império Serrano
Endereço: Av. Min. Edgard Romero, 114 – Madureira
Data: 21/07/2018 – Sábado
Horário: A partir das 14h.
Entrada: R$ 20
Feijoada: R$ 20
Mesas e Camarotes com preços especiais
Informações: (21) 3124-3745
Classificação Livre 

Leandro Santos é o novo intérprete da Tradição

Nenhum comentário :
Após divulgar o enredo que levará à Intendente Magalhães no Carnaval de 2019, "Gira, baiana. Salve as mães do samba!", a Tradição anuncia a contratação de Leandro Santos como o novo intérprete oficial da azul e branco da Zona Norte. 

Leandro começou sua trajetória aos três anos de idade na escola de samba mirim Mangueira do Amanhã, tocando tamborim na bateria. Em 2000, ele decidiu escrever uma samba para a escola mirim e defendeu a obra sozinho, sendo vice-campeão da disputa e conquistando o posto de segundo intérprete naquele ano. Em 2001, com apenas 16 anos, Leandro assumiu o carro de som e foi o cantor oficial da Mangueira do Amanhã.


Com apenas 18 anos, ele já estava no grupo de apoio de Jamelão, na Estação Primeira de Mangueira. Em sua estreia na Verde e Rosa, foi campeão com o samba em homenagem ao Nordeste. Foi apoio de Serginho do Porto na Estácio de Sá, em 2009, e também fez parte do Carnaval Virtual, onde defendeu em 2005, 2007, 2008 e 2011, as escolas Império do Vale, Altaneiros do Samba, Águia do Estácio e Estrela do Amanhã, respectivamente. 


Além disso, fez parte da Dragões Lendários de 2012 a 2014. Em 2010, foi intérprete oficial da Império da Praça Seca, no Grupo E. De 2011 a 2015, foi o intérprete oficial da Estácio de Sá. Em 2014 e 2015, dividiu a função com Dominguinhos do Estácio. 



Em 2014, retornou à Mangueira como apoio de Luizito. Gravou a faixa do CD da Estácio para 2016, mas deixou a agremiação na sequência. Foi apoio de Ciganerey na Mangueira e oficial da Paraíso Tuiuti, junto com Daniel Silva, conquistando dois títulos de uma vez só. Em 2017, esteve na Acadêmicos do Sossego, que abriu os desfiles da Série A. Em 2018, na Marquês de Sapucaí, por sua vez, defendeu a Unidos de Bangu ao lado de Thiago Brito. Na Intendente Magalhães, esteve no carro de som da Acadêmicos da Abolição, onde também foi diretor musical.


"Me sinto feliz pelo convite e confiança da presidente Raphaela nascimento em meu trabalho. Entro na Tradição de coração aberto, com aquela vontade e determinação que sempre tive para unir forças com os nossos segmentos e comunidade, para juntos irmos em busca dos nossos objetivos, sendo o maior deles: recolocar a Tradição na Marquês de Sapucaí. Em 2017, cheguei a fazer a direção musical da escola, agora volto para essa função como cantor oficial. Tenho muito respeito e carinho pela escola, que é uma das grandes do nosso Carnaval", destacou Leandro Santos.

16 de julho de 2018

Feitiço do Rio inicia série de entrevistas históricas

Nenhum comentário :
Na estreia do “Conversa de Ateliê”, o Feitiço do Rio recebeu na última quarta feira (11) a visita do jovem congolês Samba Tomba Justes Axel que está no Brasil fazendo mestrado em Ciências Sociais na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). 

Samba falou da etnia Bantu, sua contribuição para a cultura brasileira e sua importância na formação da identidade carioca. Em breve o bate-papo será divulgado na íntegra nas redes sociais da escola.

O Feitiço do Rio desfilará pela série E do carnaval carioca na passarela da Intendente Magalhães com o enredo "Do Sagrado ao Profano, tem batuque na Pedra do Sal".



SINOPSE DE ENREDO: Estácio de Sá 2019

Nenhum comentário :
ESTÁCIO DE SÁ 2019 ENREDO: “A FÉ QUE EMERGE DAS ÁGUAS”
Presidente : Leziário Nascimento
Vice Presidente: Nelson Souza




Pai Nosso que emerge das águas
Santificado seja vosso nome: Nazareno
Venha a nós neste momento E abençoada seja vossa chegada


Pai Nosso que emerge das águas
Resplandecente como o pássaro sagrado
Em teu altar a medalha de ouro ofertamos Para que traga a nós as correntezas do Pacífico e do Atlântico
As águas, antes bravias, contigo se acalmaram
E o povo, colérico, enfim ficou curado


Pai Nosso que emerge das águas
Evoca a memória de uma terra que surgiu do fogo
Cessa a nuvem de pólvora que exalou do ouro
Limpa as lágrimas do rio que chora E ergue o canal que une dois mundos


Pai Nosso que emerge das águas Perdoai as ofensas daqueles que não o entendem
Daqueles que não compreendem que sua cor é negra
Um Cristo que carrega a cruz das três raças


Pai branco, Pai índio, Pai negro
Pai Nosso, seja kuna ou seja banto
Na colheita ou no palenque do guerreiro Bayano Salve Obatalá Nosso Pai


Se Jesus Cristo tivesse morrido na cruz dos dias de hoje
Ele seria negro
Porque nosso Cristo é o Cristo Negro
Nosso Cristo é o que seu povo quer que ele seja


Por isso, Pai Nosso que emerge das águas
A memória de uma nação celebrai hoje
E fazei com que Ismael tire seu chapéu
Para uma gente que peregrina
Para uma gente que peleja
Uma gente que festeja
Uma gente que tem fé


Ouve, meu Pai, ao chamado em Portobelo Onde os tambores de Congo se afinam
Os malandros se dobram
Os mascarados dançam E as polleras bailam a melodia

Pai Nosso, bendito e misericordioso Cristo de braços abertos sobre as águas
Aquele que comparte o fardo da nossa cruz diária Ajuda-nos a mirar o passado com gratidão Encarar o presente com valentia E construir o futuro com esperança 

Ó, Cristo Nazareno Negrón Nesta noite te oferecemos flores em devoção Que seja feita, aqui e aí, a tua vontade
Assim na Terra como no céu: Glória e prosperidade ao Panamá
E alegria a nosso povo da Estácio de Sá

Amém. 

Carnavalesco: Tarcisio Zanon
Texto: Daniel Targueta

Bangu recebe sambas concorrentes em feijoada com show da Mangueira neste domingo

Nenhum comentário :
A Zona Oeste do Rio de Janeiro vai parar no próximo domingo (22) com a Feijoada da Unidos de Bangu. A Vermelha e Branca irá receber os sambas-enredo concorrentes ao hino oficial 2019, com presença da Rainha de Bateria Lexa, além dos shows da Estação Primeira de Mangueira e do Grupo Sambarasso.

Com algumas obras já entregues, a direção de carnaval espera uma boa safra de sambas para a disputa deste ano. O evento marcará o início oficial do calendário 2019 da agremiação.
Foto: Magaiver Fernandes

- Esperamos contar com um número maior de parcerias em relação ao ano passado, quando foram 15 na disputa, com a certeza de que todas virão fortes para ganhar. Este domingo marcará o início de nossa caminhada e será uma linda festa com a participação e empenho de todos os envolvidos - contou o Diretor de Carnaval e Harmonia, Jeferson Carlos.

Preparada pelo conceituado chef de cozinha Raul Novaes, premiado com o título de Feijoada Nota Dez, a Feijoada da Bangu acontece neste domingo (22), a partir das 13h na Piscina do Bangu, rua Francisco Real, 1445 em Bangu. A entrada pode ser adquirida pelo valor de R$20 com direito ao prato e um copo promocional.

SERVIÇO: Feijoada da Bangu com Show da Mangueira e presença da Rainha Lexa
DATA: 22/07/2019 (Domingo)
LOCAL: Rua Francisco Real, 1445 - Bangu/RJ (Piscina do Bangu)
HORÁRIO: 13h
ATRAÇÕES: Estação Primeira de Mangueira, Segmentos da Bangu e Grupo Sambarasso
VALOR: R$20 (Entrada+Feijoada+Copo)
CLASSIFICAÇÃO: 14 anos