7 de junho de 2016

Dupla jornada marca a história de dedicação e sucesso de André Rangel na Ases do Ritmo

Nenhum comentário :
Natural da Cidade de Franca em São Paulo  , André Rangel renomado carnavalesco do interior de São Paulo bate um papo com a equipe do Folia do Samba e com muita euforia nos conta sobre sua trajetória no Carnaval .


Atual campeão pela escola Ases do Ritmo , André Rangel promete apresentar um espetáculo ainda maior que o apresentado em 2016 e acrescentar mais um campeonato a sua carreira vitoriosa .
Empenhado ,esforçado e dedicado ao Carnaval ,  ja ocupou o cargo de diretor de harmonia e atualmente ocupa   o cargo de Mestre Sala  em dupla jornada dentro da  escola fazendo parte também da comissão de carnaval. 

Para 2017 o enredo seguirá a linha dos últimos desfiles trazendo algo relacionado a escola e será divulgado em breve.

●Como iniciou sua carreira no carnaval e qual foi sua trajetória na Folia até os dias atuais .
Carnaval pra mim era apenas pela TV, eu me deslumbrava com a riqueza dos desfiles, mas não apenas o visual, mas tudo o que envolve uma escola de samba, o envolvimento das pessoas, o significado de cada fantasia, cada carro, porém, durante um festival de teatro em 2004 recebi o convite de participar de uma escolha de enredo numa escola de samba em Batatais, daí por diante nunca mais parei, comecei na Riachuelo em 2005, depois Castelo de 2006 até 2013(2010 fui um dos autores do enredo que falava sobre o jubileu de Rubi da escola- 40 Anos), ambas em Batatais SP, em 2008 tive o prazer e a responsabilidade de assumir como carnavalesco a Aliados da Santa Cruz, fomos campeões, voltei a assumir como carnavalesco em 2012 e 2013 a Filhos de Gandhi , sendo bicampeão, em 2014 já na Ases do Ritmo assumi como Diretor de Harmonia e em 2015 e 2016 como Mestre Sala, nos 3 anos fiz parte também da comissão de carnaval da escola, em 2015 e 2016 fui autor dos enredos da escola ( 2015 Vermelho e branco e Jubileu de Rubi da escola e 2016 a Fé do brasileiro em um dia melhor) fomos vice campeões em 2014 e 2015 e campeões em 2016, fiz da Ases a minha familia.

●Como surgiu a ideia de enredo para o carnaval 2017 e como será desenvolvido?
E 2017 a ideia do enredo é seguir a emoção dos ultimos anos, estamos na espectativa da definição pois estamos estudando a melhor forma de desenvolver o enredo, o que posso dizer é que vai mexer com a alma de quem tem o sangue vermelho e branco nas veias...

● Qual é o seu diferencial no qual você atribui tanto sucesso e títulos?
Bom, titulo é uma consequencia de um trabalho bem feito, acredito que meu diferencial é a paixão com que faço o carnaval, nesses 4 titulos sendo carnavalesco ou da comissão de carnaval (Aliados da Santa Cruz 2008, Filho de Gandhi 2012/13 e Ases do Ritmo 2016- todas em Franca) e também como voluntario nos barracões (Riachuelo 2005, Castelo 2006/07/08/09/10 ambas em Batatais) eu me entreguei de corpo e alma a escola, fiz o que pude, com o apoio das comunidades e dentro das possibilidades trabalhamos duro e fizemos desfile lindos, graças a Deus, mesmo os  que não conseguimos o primeiro lugar, como foi em 2014/15 com a Ases do Ritmo, foram marcantes para a historia da cidade onde nasci, mas assim foram pelo trabalho duro da comunidade. De nada adianta a minha experiencia sem o trabalho da comunidade. Hoje eu digo que não estou em uma escola, estou junto com minha família, pois, na Ases do Ritmo além de tudo relacionado ao carnaval eu amadureci no pessoal também, fiz amigos que são os mesmos fora do carnaval, esse é meu maior título.



● Como você administra sua vida pessoal e a sua vida artística, uma vez que atua em dupla jornada como integrante da comissão de carnaval e Mestre Sala da Ases ?
Então meu dia deveria ter 40 horas pra dar tempo de fazer toda minha agenda, já que faço faculdade de gastronomia de manhã, trabalho num restaurante a noite, tenho folgas nas segundas feiras e um domingo por mes, nas segundas de folga eu vou pra  batatais ensaiar com minha porta bandeira, Thays Yamin, nos domingos eu vou pra Sâo Paulo fazer aulas no Cisnes do Amanhã na quadra da Unidos do Peruche, temos reuniões da Ases do Ritmo aos sábados a tarde pra tratar sobre os mais diversos assuntos e quando começarmos os ensaios da bateria será mais corrido ainda, pois, teremos ensaios também junto com a bateria.
A paixão pelo carnaval me faz aguentar e ainda querer mais, a garra,a fé, a união da minha Familia VERMELHO E BRANCO me faz querer sempre mais, carnaval nunca é demais pra mim, enquanto estou vivo estou pensando em carnaval.

● Qual a inspiração pra ter tanto amor ao carnaval e ao pavilhão da sua escola, como é ser Mestre Sala?
O prazer de ver todo o trabalho de um ano pronto, ver a arquibancada aplaudindo, mesmo embaixo de chuva, me faz querer ainda mais, o orgulho que eu tenho de poder defender o pavilhão da minha escola, o simbolo maior da minha familia, não tem explicação, pessoas morreram por esse pavilhão, pessoas se entregam de corpo e alma, sofrem, amam, pessoas que eu nem conheço, mas devido a esse amor e respeito defendo com muito prazer e orgulho o pavilhão da Ases do Ritmo, não me importa que sou o segundo mestre sala, o que importa pra mim é representar toda uma familia, temos um quadro de casais muito bom, de pessoas que gostam do que fazem e é um prazer pra mim fazer parte desse quadro

● Deixe um recado para a comunidade da Ases do Ritmo.
Na Ases conheci uma familia, amigos, amadureci tanto no carnaval quanto na vida, aprendi a dar valor aos mínimos detalhes, respeito demais a FAMILIA VERMELHO E BRANCO,  por isso o recado não poderia deixar de esse: Não esperem nada menos que muito esforço, dou meu sangue cada dia que passa pra fazer essa família feliz, serei o melhor segundo mestre sala que alguém poderia ter.... defenderei esse manto com a minha vida, trabalho com carinho e amor por vocês. Como diz o refrão do samba de 2015 : " O vermelho e branco estão no sangue em minhas veias..." Um abraço especial para Thais Yamin, minha parceira minha amiga, minha irmã minha porta bandeira, ao Régis Augusto Rosa o presidente que mudou a história da escola, que é como um pai pra mim e todos nós da escola e também ao casal oficial Luciene e Léo que não tiram outra nota a não ser 10 e são um espelho pra mim. Obrigado ao site por me dar a oportunidade de falar sobre minha vida e divulgar o carnaval da minha escola e da minha cidade.

Nenhum comentário :

Postar um comentário