19 de julho de 2016

PROSA DO FOLIA: João Vitor Araújo, carnavalesco da Rocinha

Nenhum comentário :
A nossa prosa de hoje é com o carnavalesco da Rocinha. Vamos conhecer um pouco mais de João Vitor Araújo

 Para começarmos fale um pouquinho sobre você (um lado que as pessoas não conheçam)
- Além de carnavalesco, artista plástico, designer em indumentária, técnico em radiologia médica rs. Super caseiro, adoro curtir o conforto do meu apartamento e participo de tudo quanto é maratona.amo correr

 Como começou sua trajetória no mundo do samba ? Por quais escola você já passou ?
- Comecei no fim do ano dois mil na Portela (Preparativo para o carnaval de 2001 com Alexandre Louzada), depois passei 5 anos na Mangueira como aderecista e depois chefe de adereço com Max Lopes. Em 2006 trabalhei na Viradouro com Paulo Barros, depois disso acompanhei o carnavalesco Fábio Ricardo na carreira solo dele na Rocinha. Trabalhei com o carnavalesco Luis Carlos Bruno e Edson Pereira como figurinista até receber o convite para assumir o carnaval da Viradouro


Como veio o convite para a Rocinha ?
- Sempre tive uma ligação muito forte com a escola. Trabalhei lá de 2007 a 2012. já havia recebido convite em outras ocasiões mas por eu estar fechado com outra agremiação não pude aceitar. Na semana seguinte do resultado, o presidente fez contato comigo me chamando para uma conversa e ali acertamos tudo para 2017.


Da onde veio a ideia do enredo de 2017 ?
- Eu já era fã do Viriato, depois de trabalhar na Portela meu desejo de homenagea-lo aumentou e achei que seria o enredo perfeito para a Rocinha.

Homenagear um dos nomes mais importantes do carnaval  é uma responsabilidade a mais?
- Sim! Responsabilidade pra mim e para a escola rs. Tenho ciência de que é um enredo que exige investimento e cuidado.

O que você pode adiantar do carnaval 2017 ?
- Ah sou suspeito em dizer mas creio que a Rocinha será uma grata surpresa

Qual seu carnaval e seu samba mais marcante ?
- O Carnaval que realizei em 2014 na Viradouro e até o de 2015 (mesmo com todas as intempéries). O samba enredo da própria em 2014.

Você é carnavalesco mas samba no pé você tem ?
- Modéstia parte sei sambar sim rs

Já aconteceu algum imprevisto na hora do desfile ?
- Sempre acontece. Em 2013 faltando pouco para a Viradouro entrar eu não tinha a comissão de frente, um carro teve problemas na talha e a escultura ficou suspensa a quase dois metros além do viaduto do balança mais não cai. Sem contar os outros...


 O que o carnaval mudou em sua vida ?
- Adoraria responder essa mas vai me criar problemas rs

 Deixe seu recado para o mundo do samba
- Um projeto de carnaval é gerado com paixão e emoção. Nelson Rodrigues dizia: "Sem tesão não dá pra chupar um picolé". Essa é a minha visão de quem se aventura a frente de uma agremiação. Sem paixão, não tem carnaval!

Nenhum comentário :

Postar um comentário