29 de agosto de 2016

PROSA DO FOLIA: Amanda Poblete, porta bandeira da Vila Isabel

Nenhum comentário :
Em 2017 ela vem como primeira porta bandeira da Unidos de Vila Isabel. Vamos conhecer um pouquinho da história da Amanda Poblete ?
Foto: Eduardo Hollanda

Para começarmos fale um pouquinho sobre você (um lado que as pessoas não conheçam)
- Difícil falar assim... Sou bem perfeccionista e chata com tudo, principalmente na dança! Gosto de tudo muito certinho, sendo feita da melhor forma possível!

Como começou sua trajetória no mundo do samba ? Por quais escola você já passou ?
- Minha trajetória começou de uma forma bem inusitada rs

Eu sempre fiz dança mas nunca tinha me envolvido com nada do samba, apesar de meus pais sempre frequentarem... Uma vez, minha mãe levou um aluno dela no Projeto Manoel Dionísio que iria desfilar como mestre sala na corações unidos do Ciep e fui forçada a fazer aula, não queria fazer... Era tímida e só dançava ballet, jazz e tap rsrsrs

A partir dali não faltei mais uma aula, me apaixonei e me descobri como porta bandeira! No mesmo ano fui chamada pra desfilar como segunda no Sereno de Campo Grande que na época era grupo B e a partir daí começou. No ano seguinte fui pra UPM como segunda também e meu primeiro ano pontuando (coroado com a nota máxima) na Mocidade Unida de Jacarepaguá. Em seguida, para o carnaval de 2012, Difícil é o Nome como primeira no grupo B e Renascer de Jacarepaguá como segunda. No ano seguinte, assumi o primeiro pavilhão da Tuiuti e em 2014 voltei para Renascer como primeira, onde fiquei até o último carnaval! Em 2015 fui chamada pra assumir o segundo pavilhão da Vila Isabel e é onde me encontro representando o primeiro pavilhão para o carnaval 2017!

Como veio o convite para a Vila Isabel ?
- O convite pra Vila Isabel veio bem em cima do carnaval 2015! Quando a primeira da época teve problemas e a segunda assumiu a escola, ficaram sem segunda porta bandeira e me chamaram! Foi uma grande surpresa e fiquei muito lisonjeada porque sempre adorei a Vila Isabel!!!

Qual seu carnaval e seu samba mais marcante ?
- Todo ano é muito marcante, ensaiamos arduamente pra fazer o melhor no desfile... Posso dizer que todos foram diferente e especiais de alguma forma! Destaco os dois últimos anos, em 2016 fomos nota máxima na Renascer e em 2015 além de ser um ano mega especial na Renascer que vim fantasiada de Oxum, foi minha estreia na Vila Isabel.
Desfile da Renascer em 2015 - Foto: Felipe Araujo

Qual sonho ainda pretende realizar no mundo do samba ?
- Muitos! Sonho em ser campeã no especial, obter nota máxima em meus desfiles... Nossa, são muitos rsrs. Sonho também em um dia ser inspiração pra alguém, como tantos ícones que me inspiro!

O quesito mestre sala e porta bandeira é um dos mais importantes e defendido apenas por duas pessoas, como é ter essa "pressão" e responsabilidade de levar o pavilhão da escola ?
- É realmente um desafio muito grande, a cada ano temos que nos superarmos como dançarinos e buscar novas ideias, fora a responsabilidade de representar uma comunidade! Mas é maravilhoso!

O que te deixa mais tensa, se apresentar para o jurado ou ver as notas na apuração ?
- Com certeza esperar as notas na apuração, fico bastante tensa! No dia do desfile procuro me concentrar pra conseguir fazer exatamente o que foi ensaiado, me considero tranquila! Mas na apuração, fico à flor da pele rsrs

Como é sua relação com seu mestre sala ?
- A melhor possível! Eu, Rapha e nossas famílias já éramos amigos antes de formamos parceria pro próximo desfile. Ele é meu padrinho de samba, me acompanha desde que comecei!
Foto: Eduardo Hollanda


Como é a sua preparação para o carnaval ?
- Começa bem cedo, desde os ensaios no ano anterior. Já estamos trabalhando nosso entrosamento e após a final já começamos a trabalhar a coreografia que iremos apresentar pros jurados no desfile. Fora a alimentação, estamos com um acompanhamento médico que trabalha nossa educação alimentar. E nossa querida Marcella Gil que veio pra trabalhar conosco e nos ajudar na preparação corporal e coreográfica!

Já aconteceu algum imprevisto na hora do desfile ?
- Acho que  o mais inesperado foi no desfile de 2014, pela Renascer, peguei uma ventania muito forte e com isso perdi a circulação da mão da bandeira... Foi muito difícil, eu fazia muita força, sai com muita dor, mas no final deu tudo certo!

Você tem alguma inspiração no samba ?
- Tenho muitas! Chega a ser difícil listar... As mulheres do samba em si são muito inspiradoras. Como porta bandeira, todas tem uma história e algo diferente pra passar. Sempre aprendi muito com minha madrinha Marcella Alves. E também, Selminha Sorriso e Rute Alves.

O que o carnaval mudou em sua vida ?
- Tudo, me descobri como porta bandeira e com isso, como pessoa... Dançar é minha vida! E o carnaval me faz muito mais feliz!

Deixe seu recado para o mundo do samba
- Queria agradecer o Folia do Samba e todos os leitores pelo carinho de sempre! Desejar um feliz carnaval 2017, que seja um carnaval pra ficar em nossa memória e de muitas realizações!!! Grande beijo!
Foto: Eduardo Hollanda

Nenhum comentário :

Postar um comentário