PROSA DO FOLIA: Antônio Carlos Lima, mestre sala da Inocentes de Belford Roxo - FOLIA DO SAMBA

Anuncio No Post

PROSA DO FOLIA: Antônio Carlos Lima, mestre sala da Inocentes de Belford Roxo

Compartilhar
No mundo do samba se falar em "Peixinho" todos já sabem que estamos falando do mestre sala da Inocentes de Belford Roxo. E Antonio Carlos Lima ? A nossa prosa de hoje é com ele que se vira em mil e uma utilidade. Confiram
Foto: Felipe Araujo

Para começarmos fale um pouquinho sobre você (um lado que as pessoas não conheçam)
- Meu nome é Antônio Carlos Lima sou um brasileiro carioca, guerreiro e muito trabalhador. Pai de dois filhos Talyta e Júnior , trabalho na estação do brt como controlador de acesso, faço transporte escolar e coloco uma barraquinha de doces em frente um colégio próximo a minha casa, corro atrás de todos os lados rs sou muito feliz e adoro malhar e praticar vários esportes como Jogar Bola , Muay Thay e corrida.

Como começou sua trajetória no mundo do samba ? Por quais escola você já passou ?
- Comecei minha trajetória no mundo do samba através da minha mãe que sempre foi sambista e harmonia da Grande Rio , um belo dia eu estava acompanhando o ensaio técnico da Grande Rio na 25 de Agosto e faltou um mestre sala na ala mirim de M/s e P/b , minha mãe veio atrás de mim e falou que agora era a oportunidade para me colocar como mestre sala que era o que eu gostava e admirava, mas eu estava de bermuda , ai então minha mãe parou um homem conhecido dela que estava de calça branca e pediu pelo amor de Deus para ele trocar com a minha bermuda para mim não perder essa chance e o homem então me emprestou a calça dele e aí então nunca mais parei de dançar kkkkkk
Comecei em 1997 pela ala de m/s e p/b mirim da Grande Rio , Projeto Manoel Dionísio, Acadêmicos do Engenho da Rainha e Abolição, 1998 segundo mestre sala da Caprichosos de Pilares e primeiro mestre sala da INOCENTES de Belford Roxo , 1999 primeiro mestre sala da Caprichosos de Pilares no grupo especial. Ano de 2000 passei mal de apendicite faltando 20 dias para o carnaval e não tive como desfilar pela Caprichosos , seria meu segundo ano como primeiro mestre sala do grupo especial. Em 2001 Comecei tudo de novo , desfile pela acadêmicos da Abolição na Rio Branco. 2002 a 2005 desfilei pela União de Jacarepaguá no grupo de acesso.  2006 desfilei novamente como primeiro mestre sala da INOCENTES de Belford Roxo no grupo de acesso. 2007 a 2010 voltei como primeiro mestre sala da Caprichosos de Pilares no grupo de acesso. 2011 retornei a INOCENTES de Belford Roxo como primeiro mestre sala no grupo de acesso. 2012 a 2015 fui para Império da Tijuca como primeiro mestre sala no grupo de acesso.  2016 eu voltei a INOCENTES de Belford Roxo.

Como veio o convite e como é sua relação com a Inocentes de Belford Roxo ?
-  O convite para o meu retorno à INOCENTES de Belford Roxo eu não sei exatamente, mas o pouco que sei, acho que foi através de uma indicação através de uma grande amiga chamada Vivane Martins que me indicou ao nosso diretor de relações públicas Avelino Ribeiro e ao nosso ex diretor de carnaval Marcelo Varanda que ai então o Avelino me ligou e perguntou se eu estava interessado a ter uma conversa com o nosso presidente Reginaldo Gomes para uma possível contratação e eu adorei o convite.Minha relação com a INOCENTES de Belford Roxo é maravilhosa , pois é uma escola que tem uma comunidade espetacular que está presente em todos os eventos na quadra todos os eventos é motivo de quadra lotada e conheço muita gente boa que me demonstra muito afeto, carinho e respeito pelo meu trabalho e tudo que faço é no intuito de retribuir toda dedicação , garra, comprometimento e sucesso que minha escola merece, me dou super bem com todos da equipe do nosso presidente Reginaldo , a Vivian , Avelino e todos os outros que já conheço a muito tempo e fico muito feliz em trabalhar com todos eles sem falar do nosso diretor de carnaval Saulo , nosso carnavalesco Wagner , minha o/b Jaçanã e os nossos diretores de harmonia são todos grandes profissionais e competentes a INOCENTES está com um time bem forte e determinado. Fé no Futuro
Foto: Felipe Araujo

O quesito mestre sala e porta bandeira é um dos mais importantes e defendido apenas por duas pessoas, como é ter essa  responsabilidade de levar o pavilhão da escola ?
- Sim, eu tenho essa consciência da responsabilidade do nosso quesito e é essa responsabilidade que nos faz felizes e satisfeito para poder se dedicar o máximo possível para contribuir com a nossa comunidade e elevar o nosso pavilhão no patamar mais alto que houver levando muita alegria e sucesso a todos que torcem pela nossa escola. É essa parte que me emociona rs , como diz nosso intérprete Nino do Milênio

O que te deixa mais tenso, se apresentar para o jurado ou ver as notas na apuração ?
- O que me deixa mais tenso sem soma de dúvidas é o dia da apuração, parece até que a minha pressão está abaixando e vou desmaiar de tanta tensão, querendo saber se conseguimos dar um grande presente que é todas as notas 10 para  aqueles que apostaram na gente e confiaram em nosso trabalho ; a apresentação para os jurados é um momento de muita tranquilidade e satisfação aonde queremos contagiar e fazer com eles sintam a nossa energia na alma deles , fazendo de tudo para fazê-los com a maior competência possível.

Como é sua relação com sua porta bandeira ?
- Minha relação com a minha porta bandeira é uma relação bem transparente , procuramos ser como verdadeiros irmãos, amigos e profissionais em prol de um só objetivo com muita dedicação e profissionalismo, amigos dentro e fora do mundo do samba amigos para sempre.
Foto: Felipe Araujo

Como é a sua preparação para o carnaval ?
- A minha preparação para o dia do desfile é uma das coisas que procuro levar a mais acirrada possível pois ela é responsável pelo meu desempenho em todo decorrer do desfile, para me deixar bem preparado fisicamente e psicologicamente,  procuro treinar bastante musculação duas horas por dia , dar uma corrida sempre que posso , se alimentar bem e ensaiar muito e me descontrair bastante com verdadeiros amigos e familiares para não deixar nada afetar o meu psicológico e esquecer de todos os problemas no dia do desfile.

Já aconteceu algum imprevisto na hora do desfile ?
- Sim , infelizmente já aconteceu um imprevisto no dia do desfile sim ; a escola já estava entrando na avenida e o motorista do caminhão foi manobrar e simplesmente sumiu com as fantasias dos três casais que estavam dentro do caminhão e só foi aparecer quando a escola já estava entrando na avenida.

Qual seu carnaval e seu samba mais marcante ?
- Meu carnaval mais marcante foi no ano 2014 pelo Império da Tijuca com o samba " Vai Tremer o Chão Vai Tremer é nó na Madeira segura que eu quero ver coisa de pele batuk ancestral la vem a sinfonia Imperial" aonde toda Sapucaí contou com a escola que fez um grande desfile, inesquecível.

Qual sonho ainda pretende realizar no mundo do samba ?
- Sonho que ainda pretendo realizar é desfilar como primeiro mestre sala do grupo especial e ganhar todos as notas 10 10 10 10 e ganhar um estandarte de Ouro rs é um sonho


Você tem alguma inspiração no samba ?
- Com certeza eu tenho varias inspirações no mundo do samba,  quando comecei muito me inspirou os casais Chiquinho e Maria Helena , Robson e Ana Paula, Claudinho e Selminha e meu compadre Sidcley mestre sala do Salgueiro, hoje em dia a cada carnaval vendo o sucesso de grandes amigos tenho minha inspiração renovada e esperança em alcançar meus objetivos.

O que o carnaval mudou em sua vida ?
-  O carnaval mudou pra melhor muita coisa em minha vida , sempre fui de família pobre e humilde , na minha adolescência tinha muitos amigos que usavam drogas e faziam coisas erradas , apesar de eu ter começado a trabalhar com 8 anos de idade em oficinas de carro , conforme fui ficando mais velho, fiz muitos amigos legais , mais que tinham a cabeça fraca e só faziam coisas erradas, ai quando eu entrei para o mundo do samba comecei a conhecer um outro mundo que me afastou totalmente daquele ambiente que eu vivia e me mostrou um mundo bem melhor e  diferente que me deu a oportunidade e a esperança de uma vida melhor, me deu a chance de viajar para vários lugares, conhecer pessoas de várias classes sociais de aparecer na televisão , em jornais , dar entrevista nas rádios , sites e resumindo me faz se sentir alguém. Agradeço muito ao samba por tudo que me proporcionou até hoje.

Deixe seu recado para os internautas do Folia do Samba
-  QUANTO MAIS DIFÍCIL A SUBIDA, MAIS BONITA É A VIDA LÁ DE CIMA. E EU VOU CHEGAR LÁ EM CIMA E VOCÊS VÃO VER AQUI NO FOLIA DO SAMBA! FÉ NO FUTURO!

Foto: Felipe Araujo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncio No Post