30 de novembro de 2016

PROSA DO FOLIA: Marquinhos, mestre sala do Paraíso do Tuiuti

Nenhum comentário :
E a nossa prosa de hoje iremos conhecer um pouco mais do mestre sala Marquinhos, mestre sala do Paraíso do Tuiuti

Foto: Felipe Araujo



Para começarmos fale um pouquinho sobre você (um lado que as pessoas não conheçam)
- Eu sou uma pessoa muito reservada as vezes, mas sou muito brincalhão, gosto de ficar com a familia. Moro sozinho então gosto de cozinhar bastante para os amigos. Sou formado em Educação física, no tempo vago que tenho eu adoro fazer lasanha, nhoque, é não riem não que eu faço tudo isso. Arrumo casa, dou banho no cachorro, vou no mercado, brigo no mercado porque ta tudo caro, falo que estão roubando a gente rs. Vou para quinta da boa visto levo meu cachorro, faço abdominal para ficar sempre em forma, já estou quase na casa dos "qua" não posso dar mole para os bonitinhos né?.
Como começou sua trajetória no mundo do samba ? Por quais escola você já passou ?
- Comecei no samba na Mangueira, em 91 eu era segundo mestre sala de lá, no ano seguinte eu assumi o cargo de 1º e fiquei até 2009, depois fui para Unidos da Tijuca, fiquei lá por 4 anos , depois passei pela Vila Isabel  e Viradouro
Como veio o convite e como é sua relação com o Paraíso do Tuiuti ?
- O convite do Tuiuti veio em uma hora tão legal porque eu fiquei dois anos fora do carnaval, já estava quase me despedindo quando o Thor que é um grande amigo meu, me telefonou e eu pedi um tempo a gente ficou namorando essa história, ai saiu em um site aqui , ali que a gente estava no Tuiuti mas era mentira.
O quesito mestre sala e porta bandeira é um dos mais importantes e defendido apenas por duas pessoas, como é ter essa  responsabilidade de levar o pavilhão da escola ?
- Claro que para os jurados é uma responsabilidade maior porque são duas pessoas né, ai você fica com medo de escorregar, a bandeira enrolar mas eu acho que o mais forte ali é a hora das notas, porque você está ali com sua família, seus amigos esperando mas assim, as duas coisas  me dão medo, com todos esses anos que eu tenho de carnaval eu ainda fico tremulo , tenso. Claro que a gente com um pouco de experiência a pessoa acaba não vendo isso na sua cara mas a gente sabe o que ta passando, quando a gente sai de uma cabine da um alivio total. Para mim essas duas coisas ainda são um tabu, dão medo sim rs.
Foto: Eduardo Hollanda
O que te deixa mais tenso, se apresentar para o jurado ou ver as notas na apuração ?
- Claro que para os jurados é uma responsabilidade maior porque são duas pessoas né, ai você fica com medo de escorregar, a bandeira enrolar mas eu acho que o mais forte ali é a hora das notas, porque você está ali com sua família, seus amigos esperando mas assim, as duas coisas  me dão medo, com todos esses anos que eu tenho de carnaval eu ainda fico tremulo , tenso. Claro que a gente com um pouco de experiência a pessoa acaba não vendo isso na sua cara mas a gente sabe o que ta passando, quando a gente sai de uma cabine da um alivio total. Para mim essas duas coisas ainda são um tabu, dão medo sim rs.
Já aconteceu algum imprevisto na hora do desfile ?
- Claro que tem, as vezes você esta ali fantasiado e arrumado já, ai come um hambúrguer  e dá uma vontade de ir ao banheiro rs, quando se esquece uma parte da fantasia em casa, a nagua da porta bandeira não está legal.
Qual seu carnaval e seu samba mais marcante ?
- Meu carnaval marcante foi na Mangueira em 2002, que falava sobre o Nordeste, e na Tijuca em 2010. Em 2002 por que foi um campeonato gostoso, brigado, amado por todos. E na Tijuca pois com a saída da Mangueira, fomos abraçados pela escola, como dizem fomos os pés de coelho sendo campeões na escola.
Qual sonho ainda pretende realizar no mundo do samba ?
- Vou contar uma história para vocês, se um dia eu não for diretor de carnaval, eu ainda serei presidente da Mangueira, essa é a minha meta
Foto: Eduardo Hollanda
Você tem alguma inspiração no samba ?
- Já tive uma pessoa que me inspirou muito quando eu comecei, eu gostava muito do jeito que o Chiquinho fazia com a Maria Helena, na década de 90 então o cara parecia que voava, ele era o cara da época
O que o carnaval mudou em sua vida ?
- Na vida de todos os sambistas que são remunerados né, você tem a dignidade de pagar suas contas, fazer suas compras, de ir para onde você quer sem depender de ninguém no final do mês quando esta devendo um aluguel ou devendo alguma coisa.
Deixe seu recado para os internautas do Folia do Samba
- Desejo que tenhamos um final de ano de paz e luz, prosperidade, que as famílias possam se  unir, que a gente possa dar as mãos aos amigos, que possamos pedir a benção, que é o que estamos perdendo nesse longo tempo. E mandar um beijo para minha comunidade do Tuiuti, o Thor está fazendo de tudo para a escola continuar no grupo especial. Um grande beijo para Celeste, a nossa preparadora. Eu sou uma pessoa que falo muito mas agora não sei o que falar rs, fico tímido, posso falar para vocês é muito Axé, um bom carnaval e divirtam se.
Foto: Felipe Araujo

Nenhum comentário :

Postar um comentário