19 de novembro de 2016

UESP comemora o Dia Nacional do Samba

Nenhum comentário :
O Dia Nacional do Samba será comemorado pela União das Escolas de Samba Paulistanas (Uesp) no próximo dia 1º/12 (quinta-feira), a partir das 20 horas, com uma roda de samba tradicional, reunindo baluartes para celebrar a cultura popular brasileira e um dos seus representantes mais genuínos - o samba, patrimônio imaterial paulista.  

"A data é mais que especial e deve ser celebrada por todos os sambistas", destaca Kaxitu Ricardo Campos, dizendo que "já é tradição da Uesp realizar essa comemoração e prestarmos homenagens neste evento." 

O palco das festividades será a sede da Uesp (Rua Rui Barbosa, 588 - Bela Vista) , onde será realizada a "Vigília do Samba", a escolha de novos integrantes da Embaixada do Samba e a entrega da medalha de Ordem do Mérito Sambístico.  

Foto: Renato Cipriano

A programação traz ainda festival gastronômico, mostra de filmes e roda de samba, que contará com a participação dos projetos Caio no Samba e Segunda Sem Lei. 

Serão recepcionados os pavilhões das entidades, velha-guarda, compositores, baianas e sambistas em geral. À meia-noite será acesa uma vela, cuja chama representa a resistência, dando início à tradicional "Vigília do Samba".  

O evento se estende por toda a madrugada. Às 6 horas da manhã acontece a "Alvorada do Samba", anunciada com o toque de clarim e com a presença de líderes religiosos, que realizarão um ato ecumênico. 

Seguindo a tradição, a data será saudada com a leitura da "Carta do Samba", registro histórico do primeiro encontro de sambistas, realizado em 1962, em exaltação a cultura popular brasileira.

Serviço 
Comemoração do Dia Nacional do Samba
Dias: 1º e 2/12 (quinta e sexta-feira)
- 20 horas - Início do evento com a recepção dos convidados e escolha dos novos integrantes da Embaixada do Samba Paulista.
- Meia-noite - Vigília do Samba - À meia-noite será acesa uma vela, que dará início à tradicional "Vigília do Samba".
- 6 horas - Alvorada do Samba e Ato Ecumênico, com presença de líderes religiosos. Ao toque de clarins, o dia do samba será saudado com a leitura da "Carta do Samba", registro histórico do primeiro encontro de sambistas, realizado em 1962 em exaltação a cultura popular brasileira.

Nenhum comentário :

Postar um comentário