9 de dezembro de 2016

Vigília e alvorada marcam comemoração da Uesp pelo Dia Nacional do Samba

Nenhum comentário :
O evento promovido dia 1º/12 pela União das Escolas de Samba Paulistanas (Uesp) contou com várias homenagens 
e a apresentação do Cidadão e Cidadã Samba e os novos integrantes da Embaixada do Samba Paulistano
 
O Dia Nacional do Samba foi comemorado com uma grande festa pela União das Escolas de Samba Paulistanas (Uesp) na noite do dia 1º/12, na sede da entidade, na Bela Vista.

O evento, que teve início às 21 horas, reuniu sambistas e baluartes do carnaval paulistano em uma animada roda de samba durante toda a madrugada. "A data é mais que especial e deve ser celebrada por todos os sambistas", destacou Kaxitu Ricardo Campos, dizendo que "já é tradição da Uesp realizar essa comemoração e prestarmos homenagens neste evento."
Foto: Lais Helena
 

Foram homenageados com a medalha de Ordem do Mérito Sambístico os seguintes sambistas: Thainara Pinto, Miss Uesp 2009; Rafael Marcondes "Faé", fundador da Brinco da Marquesa; Marcos Prado, Passista de Ouro 2014; Silvete Montilla, Ioio Vieira e Jorge Damião.
 
Cidadão e Cidadã Samba 2017 

Alberto Ferreira (Paulistinha), da Barroca Zona Sul, e Laurinete da Silva Campos (Dona Guga), presidente do Morro da Casa Verde, são Cidadão e Cidadã Samba 2017. A escolha levou em consideração os serviços prestados ao Carnaval paulistano e à cultura popular ao longo da trajetória dos dois baluartes.

Embaixada do Samba Paulistano 

Foram apresentados os novos embaixadores. Passam a integrar a Embaixada do Samba Paulistano: Magali dos Santos Tobias, ex-presidente da Mocidade Camisa Verde e Branco, Dona Maria Antônia Dias, também da Camisa Verde e Branco; Benedita de Oliveira (Dona Dita), integrante da Velha-Guarda da Vai Vai; Idivanir de Moura Mesquita (Dona Duda), integrante da Velha Guarda da Nenê de Vila Matilde, e Maria Aparecida da Silva Trajano (Tia Cida). A presidente da Embaixada, Laura Iris (Laurinha), recebeu das mãos dos embaixadores-mestres, Fernando Penteado e Gabriel Martins (Mestre Gabi), a faixa de Embaixadora-Mestre. 

Vigília e Alvorada do Samba

À meia-noite foi acesa a vela, marcando o início da Vigília do Samba. Durante toda a madrugada foi realizada roda de samba com a participação dos projetos Caio no Samba e Segunda Sem Lei, além dos cantores Duda Ribeiro e Juninho da Laje. Também teve exibição de filmes sobre o samba e a cultura popular e servido um delicioso caldinho de feijão. 

A festa se estendeu até às 6 horas da manhã, quando o músico Alessandro Ribeiro tocou o clarim, anunciando a "Alvorada do Samba". Em seguida, foi realizado ato ecumênico conduzido pelo pai Jair, seguido de café da manhã para os participantes.
  
O evento contou com a participação de vários pavilhões das agremiações, velha-guarda, compositores, baianas e sambistas em geral. Destacamos a presença de Maurício Pestana, secretário municipal da Promoção da Igualdade Racial; de Isaura Panfili, presidente de Adesp, e de diversos dirigentes de entidades e agremiações carnavalescas.
 
Fotos: Lais Helena



Nenhum comentário :

Postar um comentário