16 de janeiro de 2017

PROSA DO FOLIA: Marcelo Luiz Silva, mestre sala da Mancha Verde

Nenhum comentário :
 Vocês sabem o que o Marcelo Luiz Silva faz fora do carnaval ? Então essa é a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre ele. Na nossa prosa de hoje, o mestre sala da Mancha Verde
 Foto: Felipe Araújo 

Para começarmos fale um pouquinho sobre você (um lado que as pessoas não conheçam)
- Acredito que não tenho coisas que talvez as pessoas não saibam. Mas um dado interessante que talvez algumas pessoas do mundo do samba não saibam é que sou professor de língua portuguesa da rede particular de ensino e diretor de escola da rede estadual  e sempre levo o samba para as minhas aulas. Uma das coisas que faço é que dependendo do enredo das escolas de samba sempre analiso com meus alunos sintaticamente e interpretativo o samba de algumas escolas, pois nosso carnaval faz parte da cultura popular brasileira e nos trás muito aprendizado. Sempre falo para meus alunos que o desfile de escola de samba é uma aula ambulante e interpretativa.

Como começou sua trajetória no mundo do samba ? Por quais escola você já passou ?
- Comecei minha trajetória no mundo do samba em 1989 desfilando pela Barroca Zona Sul, passando pelas escolas de samba Unidos de São Lucas, Pérola Negra e Camisa Verde e Branco

Como veio o convite e como é sua relação com a Mancha Verde ?
- Conheço a Adriana há mais de 20 anos, na verdade quando fui convidado pela Mancha Verde já não tinha desfilado em 2013, pois tinha decidido parar de dançar e me dedicar ao samba de outra forma, mas por meio de uma brincadeira entre mim e ela acabou ficando sério e o convite aconteceu. Vou ser muito sincero que fiquei assustado por se tratar de uma escola oriunda de torcida, mas acreditei e aceitei o convite. Hoje percebo que a Mancha Verde é minha família, tenho uma relação maravilhosa coma escola. Lá todos me respeitam, tem carinho por mim. Somos realmente uma família unida para um objetivo maior que é exaltar nossa escola e levar ao topo.


O quesito mestre sala e porta bandeira é um dos mais importantes e defendido apenas por duas pessoas, como é ter essa  responsabilidade de levar o pavilhão da escola ?
- Olha respeito e valorizo muito todos os quesitos e as pessoas envolvidas, porém  quesito ms e pb tem um tom a mais de responsabilidade implícito, pois somos duas pessoas representando uma comunidade de em média 3000 pessoas. Sempre digo que o pavilhão é a representação desta comunidade, sendo assim a responsabilidade é maior ainda.

O que te deixa mais tenso, se apresentar para o jurado ou ver as notas na apuração ?
- Difícil responder a esta pergunta, mas acredito que a apuração me deixa mais tenso com certeza. Se apresentar para o jurado você está tão envolvido com o propósito que a tensão vem após desfilarmos aguardando a apuração.

Como é sua relação com sua porta bandeira ?
- Olha minha relação com a Adriana é de irmandade mesmo. Como disse nos conhecemos há mais de 20 anos, conheço sua família há muito tempo, fui aluno da sua mãe. Por isso somos cúmplices, amigos, irmãos de verdade. Nós brigamos, discutimos, fazemos bico um para o outro mas o sentimento de amor um pelo outro supera tudo.



Como é a sua preparação para o carnaval ?
- Minha preparação para o desfile além dos ensaio contínuos e envolvidos a eles de verdade com muita seriedade. Sou uma pessoa que tenho minhas peculiaridades em concentração, meditação e sempre pensamento positivo.

Já aconteceu algum imprevisto na hora do desfile ?
- O único imprevisto mais complicado que aconteceu foi em 1999 desfilando pela Pérola Negra que caiu um dilúvio, viu. Desfilamos embaixo de uma chuva que nunca vi igual, mas descemos concentrados e não nos abalamos e graças a Deus mesmo com a chuva a nota veio.

Qual seu carnaval e seu samba mais marcante ?
- Meu carnaval marcante fora da Mancha Verde foi em 2003 na escola de samba Camisa Verde e Branco com o enredo A Revolta da Chibata desfilando com a porta bandeira Rosângela (Nenê in memorian) uma pessoa que me ensinou muito como mestre sala e como ser humano, que por sinal este enredo está sendo reeditado pelo Camisa este ano.
Um outro desfile que não posso deixar de comentar foi meu primeiro ano na Mancha Verde em 2014 pra mim e para a Adriana foi um enredo que parecia muito com a gente, pois estávamos voltando ao grupo de elite do carnaval paulistano depois de alguns acontecimentos um tanto quanto complicados para gente. Este ano pra mim foi também maravilhoso.

Qual sonho ainda pretende realizar no mundo do samba ?
- Sinceramente não tenho um sonho a ser realizado não. Talvez tenho vontade de vir representando na fantasia oxossi.

Você tem alguma inspiração no samba ?
- Na verdade tenho várias inspirações desde quando comecei a prestigiar a dança. São eles: Murilo- Mocidade Alegre (in memoria), Jorginho - Rosas de Ouro (in memoria), mestre Gabi e mestre Ednei que foi meu primeiro instrutor e amigo quando comecei a dançar de mestre sala.

O que o carnaval mudou em sua vida ?
- Além da alegria e felicidade, pois é um evento que a tristeza não tem espaço uma das coisas que mudou minha vida foi o aprendizado cultural, muitas pessoas pensam que Carnaval é só folia, mas não sabem que intrinsecamente aprendemos muito culturalmente com o carnaval.

Deixe seu recado para os internautas do Folia do Samba
- Carnaval, data mágica. Abram-se alas à felicidade. Vamos ser especialmente felizes. Vamos respeitar todo mundo. Vamos fazer do Carnaval uma celebração da alegria e amor verdadeiro. Faça o favor de se divertir, mas divertir muito mesmo. Dance tudo, cante até não aguentar mais, nestas horas só importa ser feliz. Entregue seu corpo á saúde que o Carnaval oferece. Viva, viva ao amor que escorre do suor do sambista. Você merece, até porque o Carnaval é você. Que a paz seja sua anfitriã, hoje e sempre.
Excelente Carnaval a todos os internautas do Folia do Samba.
Valeu!

Nenhum comentário :

Postar um comentário