2 de fevereiro de 2017

PROSA DO FOLIA: Bianca Monteiro, rainha de bateria da Portela

Nenhum comentário :
Ela ordenou. "Vem conhecer esse amor", pedido de rainha não se nega né ? Hoje é dia de conhecer mais sobre Bianca Monteiro, rainha de bateria da Portela.
Foto/Divulgação: Hiperativos Produções/ Palmer Assessoria de Comunicação

Para começarmos fale um pouquinho sobre você (um lado que as pessoas não conheçam)
- Tarefa difícil! Mas vamos lá! Eu sou escorpiana, sou muito intensa nas minhas relações. Não tenho preguiça de trabalhar, de correr atrás da minhas coisas. Amo estar em casa, com amigos.  Um dos meus maiores prazeres é cozinhar!  Posso estar cansada, mas, vou cozinhar. Lá em casa a dona da cozinha sou eu!!! Penso em fazer faculdade de gastronomia.

Como começou sua trajetória no mundo do samba ? Por quais escola você já passou ?
- Eu sempre brinco dizendo que a culpa é toda do meu pai... kkkk Eu nem era nascida e meu pai já frequentava a Portela. Depois que nasci, ele passou a me levar no carrinho de bebê. Aos poucos eu fui vivenciando e entendendo aquilo tudo e me apaixonei pelo samba. Comecei a desfilar com 13  anos de idade, participei do projeto onde Nilce Fran e Valcir Pelé ensinavam os primeiros passos a todas as crianças e jovens que desejam se tornar passistas da escola. Com a Portela tive a oportunidade de conhecer outros estados, outras culturas, fiz muitos shows e eventos. Em 2015 e 2016 fui princesa do Carnaval Carioca. A Portela sempre por trás, me dando apoio e suporte.  E no final do ano passado, veio a surpresa, o presente de ser escolhida para ser Rainha da Tabajara do Samba.

Como surgiu o convite para ser rainha da Portela ?

- O Presidente, Sr. Luís Carlos Magalhães e toda Portela acreditaram em mim, me deram este presente. Foi uma grande surpresa!  Eu agora venho fazendo de tudo para retribuir este amor, carinho e confiança.
Foto/Divulgação: Hiperativos Produções/ Palmer Assessoria de Comunicação

Como é sua relação com a bateria e a comunidade ?
- Eu sempre tive muito respeito pela Nação Portelense e acredito que isso sempre ficou muito nítido para todos. Eu sempre me fiz presente, a escola precisando ou não.  Então eu acho que tudo que é verdadeiro toca o coração. A Família Portelense é uma só! Mestre Nilo me conhece, conhece a minha família, ele me abraçou. Ensaio com ele, recebo mil toques. Eu escuto tudo que ele fala, eu tenho aprendido muito com ele.  A comunidade também não é diferente. Eu chamo muitos ali de tio, tia. São pessoas que me viram no carrinho de bebê, no colo dos meus pais.  Eu sempre me senti em casa na Portela, por quê eu sei que tenho uma família ali dentro.

Como é a responsabilidade de ser rainha de comunidade de uma das escolas mais tradicionais do nossa carnaval ?

- É uma responsabilidade muito grande. Eu penso muito antes de tomar qualquer decisão. Tenho medo de errar e decepcionar a minha família Portelense. Imagina você que Portela é terra dos saudosos Natal, Falcon e D. Dodo, temos seu Monarco, tia Surica, Paulinho da Viola, Maria Rita, Marisa Montes, entre outros.  A escola que mais ganhou títulos, com uma comunidade presente e apaixonada.  Não tem como agir como se nada fosse! Não quero errar! Quero corresponder a confiança em mim depositada.  Foi por isso que eu resolvi montar uma equipe para não sobrecarregar a direção da minha escola. Sou uma rainha da comunidade, sabia das responsabilidades que teria, mas, sei que eu não conto ponto. Não queria ficar incomodando meu presidente sabendo que ele tem mais de 3 mil componentes para cuidar.  O presidente, Sr. Luiz Carlos Magalhães me ajuda, me apoia, conversa muito comigo. O que eu precisar, sei que posso contar com ele e isso me deixa bem mais segura. Eu não dou um passo sem comunicar a presidência e direção.

O que você pode adiantar do carnaval 2017 ?  

- Sobre a Portela posso dizer que estamos com sede de vitória. A escola está unida no mesmo propósito, que é conquistar o primeiro lugar.  Nosso carnaval está pronto. Paulo Barros como sempre é um gênio e vai emocionar a Sapucaí mais uma vez.  De mim podem esperar muito samba no pé, alegria. Teremos uma passista como rainha.
Foto/Divulgação: Hiperativos Produções/ Palmer Assessoria de Comunicação

Qual seu carnaval e seu samba mais marcante ?
- Todos os anos são sempre diferente,  é emocionante. Mas este ano estou realizando um sonho de menina, que era ser um dia rainha de bateria.  Este Carnaval será único e o samba mais marcante também é este!

Como é a sua preparação para o carnaval ?
-  É tudo muito novo para mim, por conta do cargo que ocupo atualmente.  Fui princesa do Carnaval em 2015 e 2016. Aprendi muitas coisas na corte, foram momentos inesquecíveis. Algumas coisas que aprendi eu trouxe para esta minha nova fase. Como rainha te digo que tenho tentando conciliar os compromissos. São entrevistas, ensaios fotográficos, prova de figurinos, campanhas, presenças, além dos três ensaios que a Portela faz. Eu treino todos os dias na academia e faço tratamentos estéticos, fora a dieta. Não sou neurótica com corpo, mas, eu quero me apresentar bem.  Mas eu vou te falar, estou amando! Não reclamo, faço tudo com maior prazer.
Foto/Divulgação: Hiperativos Produções/ Palmer Assessoria de Comunicação

Já aconteceu algum imprevisto na hora do desfile ?
- Sim! Já fiquei sem sapato, o salto quebrou.  Mas já estou levando para avenida dois sapatos reservas. Quero sambar muito e sem medo.

Você tem alguma inspiração no samba ?
- Eu sou fã da Luma de Oliveira e  da Viviane Araujo também.  Elas além de lindas, de terem classe, ousadia, sempre mostraram estar ali de verdade, por amor. O sorriso, o olho brilhando de cada uma delas sempre me tocou.  Não falo que à frente da bateria não possa ter uma famosa ou uma pessoa que não é da comunidade. Só acho que é preciso ter amor e respeito pela Agremiação e seus componentes. Estar ali por estar, para aparecer, eu acho feio.  Acho que o público também percebe isso.  A Luma é eterna, assim como a Vivi também será. A Vivi nos representa dentro e fora da Sapucaí.  Contudo, minhas maiores fontes de inspiração sempre foram Nilce Fran e Valci Pele, meus mestres. Até hoje eu escuto os conselhos deles.

O que o carnaval mudou em sua vida ?
- O Carnaval já me proporcionou muitas alegrias. Pude viajar bastante pelo Brasil. Mas mudar, mudar, não. Agora como rainha de bateria da Portela que eu vejo mudanças. Estou mais conhecida, tenho patrocinadores, é tudo muito novo.

Deixe seu recado para os internautas do Folia do Samba  
- Leitores do Folia do Samba espero que vocês tenham curtido a minha entrevista, foi um prazer enorme contar um pouco da minha trajetória para vocês. Quero convidar a todos vocês para curtirem o ensaio da Portela toda quarta, sexta e domingo! Vem conhecer esse amor!!!
Foto/Divulgação: Hiperativos Produções/ Palmer Assessoria de Comunicação

Nenhum comentário :

Postar um comentário