17 de mar de 2017

Nem a distância impede o amor pelo carnaval

Um comentário :
O Folia do Samba traz hoje uma matéria especial. Sambistas que são apaixonados pelo carnaval mas esse amor está a quilômetros de distância. Como o carnaval e as agremiações conseguem mexer tanto com pessoas que nunca estiveram perto da festa? Hoje é dia de conhecer histórias de pessoas que mesmo em estados diferentes vivem a paixão pela folia.
Cleiton Carvalho, Mauricio dos Santos, Carlos Luis Almeida, Eduardo Leal, Felipe Calisto, Emiliano Izquierdo e Antonio Luiz
Da onde vem essa paixão pelo carnaval? Vemos muitos sambistas que se emocionam ao ver sua escola na avenida, sofre com ela, passam meses ensaiando e desfilam com toda sua emoção e garra, mas quando esse amor vem de longe ? Pessoas que nunca estiveram perto da festa ou bem pouco e sentem a mesma sensação daqueles que vivem isso pessoalmente.


Felipe Calisto tem 24 anos é estudante, mora em Fortaleza

"Tudo começou basicamente no ano de 2002, quando tinha 10 anos de idade, ao vê as vinhetas da Globo, ficava maravilhado com os sambas enredos das escolas. Porém, eu decorava só basicamente o primeiro refrão,pois era o que passava na vinheta e só das escolas do Rio pois para nós aqui do Nordeste só são mostradas a vinhetas do Rio.(isso até hoje)


Contudo, os desfiles de São Paulo aconteciam primeiro e eu ficava meio perdido pois não sabia nem sequer o refrão dos sambas. Só sabia aquelas partes que passavam nas chamadas da Globo, como me lembro do:"Águia de ouro é meu tesouro..."  Isso acontecia todos os anos. Até que em 2007, com o acesso mais fácil da internet, comecei a acompanhar o carnaval mais de perto e com isso para o Carnaval de 2008 soube antes dos desfile todos os sambas-enredos de São Paulo e Rio de Janeiro, baixando e gravando o cd. Por isso esse carnaval de 2008 foi sim inesquecível por causa dessa experiência. Desde de quando comecei a acompanhar ficava maravilhado com o Carnaval de São Paulo, com aquele lindo sambódromo do Anhembi e sabendo desde cedo que eles não tinham tantos recursos e faziam um belíssimo Carnaval e com a internet comecei a acompanhar mais de perto esse mundo do Carnaval paulistano.



Conheci pelas redes sociais Eduardo Frois, que na época morava em Pindamonhangaba e me disse sobre um programa que passava na internet chamado de grito de carnaval. Comecei a assistir e a interagir com os grandes mentores desse trabalho do qual agradeço muito Renato Cipriano e Nil Fernandes. Que fazia com que essas pessoas que moravam distantes poder acompanhar, sentir o gosto mais de perto do Carnaval.

Falando com sinceridade não tenho escola de samba de coração! Gosto muito da festa, da alegria,da mensagem e da expressão da cultura que o Carnaval quer passar e isso é muito importante para a nossa sociedade marcada pela individualidade, egoísmo e ódio. Carnaval quer superar essas coisas, vem trazer alegria, a união das comunidades. A festa onde a tristeza não vence."


De São Gabriel no Rio Grande do Sul, Eduardo Leal tem 22 anos é estudante e torcedor da Portela

"Gosto de carnaval desde pequeno. Em 2006 em um desfile da Portela eu vi a fantasia da Bombom que era uma águia e amei, queria ficar vendo todo hora, fiquei vendo o desfile, ouvindo o samba e me apaixonei pela Portela que eu já tinha admiração. O ano de 2006 foi o que mais me marcou, a Beija Flor também tinha um samba super emocionante, e cada ano que fui gostando e aprendendo mais. Amo a Portela, é uma escola grande e tradicional e a cada ano se reinventa. Quando a águia ta na avenida ela se torna gigante e unipontente é sempre uma grande emoção a cada desfile. Sem desmerecer as outras escolas por que gosto de todos mas sempre tem uma que toca mais. Ver a Portela campea é uma emoção indescritível, nunca antes ter visto e ver a escola de coração que vinha lutando a tantos anos e finalmente o a 22 estrela veio. Mesmo de longe, tive o prazer de conhecer a musa da Mangueira Renata Santos aqui no carnaval de Uruguaiana em 2011.


De Recife, Carlos Luiz Almeida Júnior tem 30 anos é publicitário e é torcedor da Imperatriz Leopoldinense
Carlos ao lado de sua esposa Alessandra Rodrigues vestidos com a camisa da Imperatriz

" Tudo começou em 1995, quando vi o compacto dos desfiles das escolas de samba, meu avô estava vendo, aí cheguei na sala, e comecei a acompanhar também, quando sentei no sofá, estava começando a Imperatriz, aí vi no começo um monte de gente fazendo coreografia com muitas sombrinhas, fiquei encantado, perguntei ao meu avô que escola era aquela, aí ele falou, é a Imperatriz, a partir desse momento, eu comecei a amar a escola, e no dia da apuração, ela se sagrou Bi campeã, nossa, inesquecível, hoje sou um torcedor fanático da rainha de ramos, nunca fui ao carnaval do Rj, mas se Deus quiser em 2018 eu realizo o meu sonho de desfilar pela minha escola e assistir ao espetáculo das escolas de samba.


Vindo de Garanhuns-PE o estudante e doméstico Mauricio dos Santos tem 37 anos e é torcedor da Mangueira


"Minha paixão por Carnaval vem desde a infância,onde eu sempre assistia as Vinhetas de Carnaval e escutava os Sambas-Enredos . Com o tempo passei a assistir de verdade aos Desfiles das Escolas de Samba do Rj. Gosto de todas mas sou fanático pela Escola de Samba Mangueira. Entre os Sambas que mais gostei ao longo destes anos Todos destaco o de 1994, assim:" Me leva que eu vou, sonho meu, atrás da Verde-Rosa só não vai quem Jà morreu".1998 Com Chico Buarque.  2002 Ariano Suassuna. "Vou Invadir o Nordeste,  sou Cabra da Peste, sou Mangueira" .2016, "Quem me chamou Mangueira" .Eu Também tenho recortes de Revistas com fotos da Mangueira e de Musas da escola, videos no meu canal do You Tube.Tenho sonhos de um dia conhecer o RJ e quem sabe Desfilar na Mangueira. Em um dos Vídeos meus  estou sambando e falando de minha vontade de desfilar na escola. Quando a Escola desfila na Avenida, dá uma Sensação muito boa de encantos, alegria e de exuberância.....os sons da Bateria também sempre me encantaram. Tem uma Frase que até hoje eu nunca esquecerei: Mangueira,o teu Cenário é uma Beleza."


Diretamente de Buenos Aires, Emiliano Izquierdo tem 31 anos, é Sommelier e é apaixonado pelas escolas Mangueira, Vai-Vai , Viradouro e Mocidade Independente de Padre Miguel.

"Tudo começou em 1999, quando o pai de um dos meus amigos me convidou para participar de uma batucada (semelhante a uma bateria de escola de samba, mas muito mais simples. Eu tinha 14 anos e passei meus verões com minha família no interior do Uruguai (Santa Lucia, Canelones). Meu primeiro amor foi "tambor" Salgueiro. Já com a passagem do tempo eu me apaixone pela Mangueira. Mangueira e Musica do Brasil e Luizito foram o que me empurrou para se tornar Samba intérprete. No meu aniversario me escreveram Luizito e morri de carinho por ele. Tambem fiz o mesmo o grande carnavalesco Alexandre Louzada.

Em meu braço direito tenho tatuada frases sambas enredos que marcaram minha vida
"traço meu Passo no compasso surdo de primeira, sou Mangueira"
"O samba e A Minha Natureza e bom Lembrar, tem Que respeitar"
"Explode Coração, na Maior felicidade"
"Nesse Rio que a vem e que vai traço meu ou do destino"
"E sonhar com com pe Mocidade e sonhar no Chão"

Misturado com um microfone, um cavaquinho, repique, surdo, tamborim, pandeiro ... e vai crescer para preencher todo o meu braço.No Peito, tenho tatuada uma frase de Maria Rita "Eu não nasci não samba, samba mais o samba Nasceu em Mim. E Corpo e alma, e Religião ", porque eu virei Sambista, mesmo longe da terra de Samba.

Hoje estou apaixonado  Mangueira, mas eu gosto de todas as escolas de samba, mesmo ate de São Paulo (Vai Vai, Rosas, Morro da Casa Verde, Mocidade Alegre). Eu amo Beija Flor com a inovação de Laila. A tradição e Mistica da Portela. Baterias dos Mestres como Marcão, Casagrande ou Ciça. Diogo Jesus, Lucinha Nobre, Selminha Sorriso, Gleice Simpatia, Squel Jorgea. Desfrute de todos os desfiles Paulo Barros, mesmo passando por Mocidade Independente de Padre Miguel.
Hoje em dia, todos os dias tiro nas minhas redes vídeos cantando samba, mpb, até que algum sertanejo ou pagode. instagram (@grandcuvee) ou facebook. (@Emiliano Izquierdo)
Sendo Argentino e feito Sambista no Uruguai, eu vivo o Samba durante todo o dia. O ano inteiro. Eu já sonhei tantas vezes com a Marques de Sapucai  que sinto que conheço, mesmo sem nunca ter ido ate Rio. Se vocês chegam ate Buenos Aires e gostam de matar saudades do seu Rio, bater papo, tomar um vinho… e sentir mais perto do seu Brasil… é só me chamar!"

Antonio Luiz tem 20 anos e moro na Zona rural do Município de Currais Novos, no Interior do Rio Grande do Norte, é torcedor da Rosas de Ouro e Beija Flor

"Sou completamente apaixonado à 10 anos, louco pelo carnaval. Minha relação com o Carnaval iniciou em 2007... No período que se aproximava do maior espetáculo da terra, pela TV via as Chamadas, vinhetas e reportagens, achava legal e não tinha o interesse em assistir (ainda não tinha despertado minha paixão pelo SAMBA ❤ ...) Continuando no Carnaval 2007 esse foi o ano que descobri que o samba nasceu em mim e que tinha a essência de Sambista. Na Segunda-Feira de Carnaval eu não consegui dormir "perdi" o sono, e já madrugada e nada resolvi ir à sala e ligar a TV, em momento algum pensei que estava na transmissão do carnaval, quando liguei foi como se uma flecha tivesse me acertado, não sei explicar o que aconteceu, só sei que a partir daquela madrugada eu era pra ser do mundo do samba um amante do Carnaval, eu só assisti os desfiles dá: Imperatriz, Grande Rio e Beija-Flor que já fui me apaixonando pela Escola, quando encerrou briguei comigo mesmo "por que eu não assisti as outras Escolas? Por que Perdi Tudo Isso?" Fiquei tristinho. Mas a partir de 2008 comecei a acompanhar tudo, tentando sempre descobrir o nome de outras Escolas que não conhecia e outras novidades...


Brinquei muito de desfile de Escola de Samba construí no meu quarto um mini Sambódromo improvisado, o corredor fiz com folha papel ofício, a arquibancada era de caixas de pasta dental, alguns brinquedos eram as alegorias as alas eram folhas picadas, pôr muitos anos fiz  isso eu amava... Mesmo com pouco acesso a internet procuro, sempre em busca de informações, preciso aprender muito sobre o carnaval do Rio de Janeiro e São Paulo. Tenho carinho pôr todas as escolas. Mas a Minha Escola do Coração do Rio de Janeiro é a Beija-Flor  como falei desde 2007 me encantei com o Desfile e foi a agremiação que me encantou e é a que amo, Em São Paulo é a Rosas de Ouro desde 2010 é minha Escola do coração amo e defendo.

Meu amor ao carnaval é grandioso me arrepio todo sempre que falo... E um dia tenho fé de ir à São Paulo e ao Rio de Janeiro conhecer de perto o Samba, a arte tudo ao vivo, os Deuses do Samba irão me ajudar. Ainda bem que existe as redes sociais, onde eu sigo fontes de notícias, os profissionais do samba, da Imprensa que me mantém  pertinho do mundo do samba e bem informado anoto tudo em meus cadernos, graças a novos meios de comunicação conheci irmãos amantes do Carnaval. "

Cleiton carvalho é nascido e criado em Brasília, mais com descendência nordestina e mineira.
 
Nunca tive influências musicais em minha família; mais desde meus 07 anos de idade sempre fui hipnotizado por ela(música). Com o decorrer do tempo conheci o samba que por sinal preencheu um grande espaço em meu coração!!!! E foi aqui em BSB que conheci a ARUC (associação recreativa unidos do cruzeiro). Uma escola de samba referência aonde moro. Aprendi tocar percussão, e com toda essa batucada aprendi compor!!! Hoje graçaas à Deus faço músicas ,crônicas, poemas etc... Através do samba tive oportunidade de conhecer os compositores da Portela,e vários outros artistas do ramo!!!! Eu só quero agradecer essa linda iniciativa de unir depoimentos de pessoas de todo país!!!!

Um comentário :

  1. Primeiro e único libreto do carnaval do Rio - Roteiro dos Desfiles

    ResponderExcluir