26 de abril de 2017

26 de abril de 2017

Clima na escola deve oxigenar disputa de samba da Viradouro

Um comentário :
Na terça-feira, 2 de maio, a Viradouro vai apresentar aos compositores, na quadra, às 20h, a sinopse do enredo “Vira a cabeça, pira o coração – Loucos gênios da criação”, do carnavalesco Edson Pereira. Paulo Cesar Portugal, que há 18 anos comanda a ala dos compositores da escola, o bom momento da vermelho e branco, que tem nova diretoria, deve despertar mais interesse em torno do concurso que vai escolher o samba-enredo para 2018.

- Dez compositores que estavam afastados já me procuraram para retornar à ala. A minha expectativa quanto ao interesse em torno do concurso é muito boa e acredito que a escola terá um bom número de sambas inscritos – aposta Portugal, que já venceu a disputa de samba na agremiação 12 vezes.
Foto:  Carlos Papacena/Divulgação

Como de costume, a disputa de samba na Viradouro não é restrita a compositores já filiados à ala. Alex Fab, que divide com Dudu Falcão a direção de carnaval, destaca que pretende que a disputa de samba seja breve:

- Obviamente o tempo de duração do concurso vai depender do número de obras inscritas. Mas nossa ideia é que o concurso tenha duração de cerca de 45 dias. Quanto mais cedo escolhermos o samba, mais cedo vamos dar início aos ensaios das alas de comunidade.

A entrega e apresentação dos sambas concorrentes será no dia 2 de julho e as eliminatórias acontecerão todas as sextas-feiras. 

Um comentário :

  1. Isto é muito bom a disputa prolonga perde um pouco a experiência dá disputa.

    ResponderExcluir