6 de junho de 2017

6 de junho de 2017

Confiram a sinopse da Gaviões da Fiel para 2018

Nenhum comentário :
Guarus – Na Aurora da Criação, a Profecia Tupi… Prosperidade e Paz aos Mensageiros de Rudá
Os Segredos de Tumé Arandu e a Grande Profecia Tupi
É noite na aldeia… Tumé Arandu – guardião da sabedoria e filho mais velho de Tupã, o Deus Maior – traz à luz segredos guardados desde os primórdios da criação… Segredos que deveriam ser passados de geração a geração, e só revelados em noites de lua cheia… Na magia e no encantamento do reluzir das estrelas, uma faísca da chama sagrada brilha no olhar desse sábio ancião, que declara e perpetua a Grande Profecia Tupi: ‘No ressurgimento da vida sobre a Terra, deveria aqui chegar um povo de garra e luta’… Eis a saga de uma gente iluminada e predestinada a buscar um novo tempo de prosperidade e paz… Dos mitos épicos da criação Tupi, a origem mística e a gloriosa missão dos… Índios Guarus!

Setor 1
No Dilúvio de Fogo, a Ira de Tupã… Ritual de Purificação no Triunfo da Criação
Tupã – criador do céu e da terra – destrói e reconstrói cada canto do planeta, conforme fica descontente com os rumos… Observava a convivência entre os homens, sempre num clima de cordialidade e harmonia, até o dia em que estes deixaram de ser justos e bons… Então, Tupã investiu-se de um furor divino e mandou um dilúvio de fogo sobre a Terra… Era momento de renovar, purificar… No ritual do fogo a sagrada busca do reencontro da humanidade com o amor… É o ritual de purificação no triunfo da criação!
Setor 2
Na Aurora da Criação, Ressurge a Vida… Resplandecem os Guarus – Mensageiros de Rudá!
Desse apocalipse indígena sobreviveu um único homem… Rudá, que foi morar no céu e lá, entre as nuvens, consagrado Deus do Amor… Ali, em vez de conformar-se com o papel de favorito dos céus, preferiu converter-se em defensor obstinado da humanidade, conseguindo, após muitas súplicas, convencer Tupã de que a Terra não poderia ficar do jeito que estava… Ressurgida em suas formas, rica de belezas naturais, mas sem habitantes… E assim, na aurora da criação, ressurge a humanidade… Após habitar a Terra de muitos povos – em um lugar místico e mágico – e com a missão de resgatar o amor entre os homens, resplandecem os Guarus… Os mensageiros de Rudá!
Setor 3
A Traição de Japeusá e a “Maldição Dourada”… Eis o Ciclo do Ouro e a Missão da “Pele Escura”
Os Guarus viviam numa terra abençoada por Tupã… Seu chão era abençoado e farto… Por muito tempo viveram em perfeita harmonia… Até que Japeusá – vingativo e rancoroso, o segundo filho de Tupã – traiu as leis da vida e, num olhar lampejante, abriu caminhos na mata que fizeram chegar os homens de pele clara, trazendo consigo a cobiça e a ganância, na busca pelas riquezas do lugar… Era a maldição dourada… Dali em diante, os Guarus vivenciaram um tempo de catequização e intensa exploração da terra em busca do ouro… Seu chão se tornou cidade… Viram chegar uma nova raça, até então desconhecida, de pele escura… A missão dessa raça era trabalhar, e cantar… Eram cantos de lamento do labor, mas também da alegria genuína dessa gente de terras distantes… Haveria também de serem filhos de Tupã… Eram tempos das procissões e dos batuques… Tambores indígenas, tambores africanos… Duas raças, duas saudades… Saudade da inocência perdida, saudade da liberdade roubada… Assim como os Guarus, os homens de pele escura faziam seu batuque em noites de luar, ainda que escondidos… Entre o sagrado e o profano, muitas e muitas luas se passaram… E o que antes era clamor – ainda com a chegada da sonhada liberdade – passou a ser o canto de fé que escondia a saudade… Saudade para muito além de Aruanda…
Setor 4
A Bondade de Marangatu Traz a Bonança… Reluz o Progresso na Cidade Prometida
O tempo obedece às leis da criação… É tempo de trabalho, tempo de avanços… O mundo não para… A roda gira, a fumaça caminha, a energia impulsiona… Mesmo em tempos de dura rotina, Tupã segue a olhar pelos seus… Seja de pele vermelha, escura ou branca… Não se faz mais distinção… Todos são frutos da criação e, juntos, formam a identidade dos Guarus neste solo divino… Assim, decidido a ver o triunfo dessa gente de garra e luta, Tupã entrega os destinos da cidade a Marangatu – seu terceiro filho, o mais bondoso – e ordena que este sopre os ventos da bonança, espalhando a semente da liberdade e do progresso… Reluz o progresso na cidade prometida!
Setor 5
O Portal do Novo Tempo nas Asas dos Pássaros de Aço… Sob os Olhos de Jaci Um Futuro de Prosperidade e Paz… Cumpre-se a Profecia!
A cidade prometida, terra dos Guarus, se tornou também a terra da prosperidade e do futuro… Caminhos foram abertos e por suas largas artérias viram distantes destinos se aproximarem no vai-e-vem frenético… Com alegria, se cobriram de risos irreverentes na busca da felicidade mais pura… Como os povos Tupis, seguem a celebrar em noites de lua cheia a missão recebida por Rudá… São os Guarus, verdadeiros mensageiros do amor, que recebem o mundo todo de braços abertos… Seu chão é o portal do novo tempo, conduzido nas asas de pássaros de aço… Sob os olhos de Jaci – a Deusa Lua – vislumbram um futuro de prosperidade e paz!
Um velho sábio e feiticeiro Tupi, com os olhos cintilantes, revela… Cumpre-se a profecia!
Sidnei França
Carnavalesco do Grêmio Gaviões da Fiel Torcida – Carnaval 2018

Nenhum comentário :

Postar um comentário