17 de julho de 2017

PROSA DO FOLIA: Jardel Augusto Lemos, coreógrafo da Porto da Pedra

Nenhum comentário :
Com passagens na passarela do samba tanto como bailarino quanto coreógrafo, hoje é dia de conhecer mais sobre Jardel Augusto Lemos, coreógrafo da comissão de frente da Porto da Pedra.
Foto: Ana Cristina Victoria

Quem é o Jardel Augusto ?

- Sou o filho, o pesquisador, o professor de educação infantil, fundamental I, Fundamental II e ensino superior. Sou o artista, o amigo e principalmente um grande sonhador.

Como começou a sua relação com o carnaval ?
- Sempre tive um.sonho de dançar em uma comissão. Sempre gostei, mas , nao sabia como. E aí um amigo me apresentou a coreógrafa Luciana Yegros. E aí estou aqui até hoje.

Por quais escolas você passou e qual ano foi mais marcante ?
- Já passei por estas escolas como coreógrafo: Cubango, Em Cima da Hora ,União de Jacarepaguá, Alegria da Zona Sul ,Unidos de Bangu, Abolição, Sossego, Unidos de Bangu e Porto da Pedra em 2018. Como bailarino: Rocinha, União da Ilha, Beija Flor e Portela. Sinceramente, não teve uma mais marcante. Todas elas possuem seus pontos positivos e negativos. Talvez a que todo mundo mãos lembre foi a da Em Cima da Hora em 2014, na reedição dos Sertões.

Como surgiu o convite para a Porto da Pedra?
- Já vinhamos nos namorando, moro ali pertinho. Conversamos nos anos anteriores. E este ano o amigo Junior me levou.
Jardel ao lado do carnavalesco da Porto da Pedra Jaime Cesário

Apresentar o enredo através da comissão de frente que é a primeira coisa numa escola, digamos que é a "primeira impressão", é uma responsabilidade a mais ?

- É sim. Com toda certeza. Se você não conseguir chamar a atenção do público de cara e trazer o enredo de forma clara e espetacular não sai um trabalho legal.

De onde vem inspiração para comissões que ganham tanto destaque no desfile ?
- No meu caso eu até sonho. Mas, acho que devido ao estudo, as pesquisas, as conversas. As vezes até uma obra de arte, como um quadro te trás possibilidades.

Você é coreógrafo mas o samba no pé, você tem ?
- O samba faz parte de nós. Esta em nossa corporeidade. Não existe um carioca que não saiba sambar. Cada um do seu jeito e forma especial. 


Você tem alguma inspiração no samba ?
- Claro. Todos os mestres por quem eu pude trabalhar são minhas inspirações. Consegui trabalhar com todos eles.

O que o carnaval mudou em sua vida ?
- Me muda a cada ano. A cada trabalho, a cada equipe eu sou um Jardel diferente. As relações com toda equipe é o que mais me marca a cada ano e me faz crescer profissionalmente.

Deixe seu recado aos internautas do "Folia do Samba" e aos admiradores do seu trabalho.
- A dança faz parte da vida, não existe nenhum movimento que não possa se transformar em dança. Assim como não existe nenhum sonho que não possa se tornar realidade. Obrigado sempre pelo carinho de TODOS vocês.
Foto: Ana Cristina Victoria


Nenhum comentário :

Postar um comentário