13 de julho de 2017

PROSA DO FOLIA: Ruhanan Pontes, mestre sala da Colorado do Brás

Nenhum comentário :
E hoje temos "Prosa do Folia", é dia de conhecer mais da carreira, vida e bailado de Ruhanan Pontes, mestre sala da Colorado do Brás




Quem é o Ruhanan Pontes? 
- O Ruhanan é  um ser humano, que ama a vida e a felicidade de existir, e logo quer estar de bem com a vida. Que ama o ser humano, e acredita muito nele.

Como começou a sua relação com o carnaval ?
- A minha relação com carnaval de verdade nem tem uma data certa, desde que me entendo por gente sempre amei esse universo. Mas o primeiro contato aconteceu aos 7 anos de idade no primeiro desfile na ala das crianças do Combinados de Sapopemba. 

Por quais escolas você já passou e qual ano foi o mais marcante ?
- Já passei por algumas rsrs. Tenho desfiles pela MUM, Dragões de Vila Alpina, Estrela Cadente, União da Ilha da Prosperidade de São Caetano, Padre Anchieta de Ilha Bela, X9 Paulistana, Unidos do Peruche e hoje nas minhas Colorado do Brás e Combinados de Sapopemba. Todos esses desfiles são marcantes, fico pensando qual pode ser o mais marcante, é complicado a cada aprendo e aprende com todas essas escolas, é dificil hoje citar um só. Mas acho que Sapopemba 2009, Peruche nos dois anos 2013 e 2014,  o da X9 de 2016 apesar do resultado negativo foi uma lição super positiva, e esse ano de 2017 na Colorado que me deu o desfile mais tranquilo da minha vida.

Em 2018 você já está renovado com a Colorado mas como surgiu o convite para entrar na escola ?
- Vixi, esse fechamento com a Colorado pegou tanto eu, como minha parceira e todos amigos de surpresa. No momento do convite eu ja estava tao decepcionado com o quesito que ja havia fechado com minha parceira que não iriamos dançar no carnaval 2017 ficariamos de fora pra ver oque acontecia no carnaval 2018. Nesse meio tempo o diretor de carnaval do Colorado na época Jairo Roizen entrou em contato comigo, e veio expor a intenção da escola em ter o casal la na vermelho e branco. Conversei com a Ana e ja fechados de não desfilar fomos até a quadra, só pra conversar e realmente agradecer o convite. Mas quando chegamos la conhecemos o Ka nosso presidente e uma diretoria magnífica, e transparente oque foi mais importante. A energia foi muito massa e no mesmo dia fechamos e logo em seguida anunciados. Somos profissionais muito felizes no Vermelhão. 

Como nasceu a parceria com a sua porta bandeira ?
- Minha parceria com a Papi ja dura alguns anos, nesse carnaval completamos nosso 8° desfile juntos. Começamos juntos na X9 ela ja era segunda PB de la, e eu depois de um teste fechei a parceria, ao mesmo tempo ela foi comigo pro Sapopemba onde eu ja era oficial a 3 anos. E assim seguimos juntos, nossa sintonia é  de outros tempo ou vidas. Crescemos muito juntos e ainda vamos além. Te amo Papi minha, você  é  a melhor pra mim.
Foto: Alex Sandro Gardel

O quesito mestre sala e porta bandeira é um dos mais importantes e defendido apenas por duas pessoas, qual é  responsabilidade de levar o pavilhão da escola ?

- Malandro, eu nem gosto de ficar lembrando disso, prefiro deixar pra hora H, durante esse tempo quero curtir meu carnaval, porque infelizmente no desfile não curtimos nada. Mas é  embaçado, é uma adrenalina sem fim. Sei la mas nao sei explicar só sentir e ir. Rsrs

Se apresentar para o jurado ou assistir as notas na apuração, o que é mais tenso ?
- Pegou pesado hein. Mas eu acho que a apresentação no dia. Porque as notas são reflexo do que eu fiz no dia, se sei que fui bem fico um pouco mais tranquilo na apuração, um pouco bem pouco. Afinal nunca se sabe oque passa na cabeça daqueles cidadãos que estão a nos julgar.


 "Afinal nunca se sabe o que passa na cabeça daqueles cidadãos que estão a nos julgar."


 Já aconteceu algum imprevisto na hora do desfile ?
- Nossa. Tem uma lista como: ir ate o hino da escola na concentração sem fantasia, desfilar de oficial com o segundo pavilhão porque o meu não chegou, fantasia com problemas e nao deixar executar seu bailado e por ai vai.

Você tem alguma inspiração no samba ?
- Tenho algumas inspirações sim, que são mutáveis, um dia to gostando muito de um outro dia gosto muito de outro, até mesmo porque dança vai de momento, nosso corpo nao está bem sempre, nem nossa empolgação oque é  normal. Daqueles mais antigos, Gabi é  o meu ídolo. No rio apaixonado por Julinho e o paulista que ganhou as terras caricas Marlon. Hoje aqui me inspiro em muitos, eu amo a arte de dançar, e sou um admirador dela tambem impossível citar um só, mas vamos lá: na conduta do Jefferson e da Jane, na história de Diego e Jussara, do Rubens (quero ser igual a ele quando crescer rs), na postura da Evelyn, Kawan e Waleska, a Adriana Gomes mandaram muito bem e esses são os nomes, mas quem me enchia os olhos era Edgar e Laís, na minha opinião era a melhor dança de mestre sala e porta bandeira que passava naquele Anhembi. Me inspiro nesse pessoal todo rsrs.

O que o carnaval mudou em sua vida ?
- A mudou muito primeiro na rotina que muda todo ano, são muitos ensaios, e minha parceira ama ensaiar. E sem  contar que tive oportunidades incríveis ate profissionais, e conheci pessoas sensacionais que tenho certeza que da minha parte vou levar pra sempre.

Deixe seu recado aos internautas do "Folia do Samba" e aos admiradores do seu trabalho
- O meu recado hoje claro que vai bem vermelhão. E ele é  um convite, pra você  que não conhece a escola do Brás ou pra você que ja conhece,  ja esta mais que convidado a chegar la com gente. Em breve começam nossos ensaios, venha curtir com a gente e  se nao me conhece pessoalmente vem ver um pouco do meu trabalho. Nossa escola é  feliz, esta feliz, e vai te receber com muito carinho tenho certeza. Curta o Carnaval, coloque um sorriso no rosto e emane energia positiva sempre. 
Bjos e abraço do magrelo!

Nenhum comentário :

Postar um comentário