18 de julho de 2017

Rosas, X9 e União da Ilha empolgam público na festa da torcida furacão azul e rosa

Nenhum comentário :
No último sábado, os sambistas de São Paulo e Rio de Janeiro prestigiaram uma das maiores festas do calendário do Carnaval da capital paulista. A festa da Torcida Furacão Azul e Rosa, que durou até o início da manhã de domingo,  recebeu duas grandes agremiações do país, além do time de canto e da Bateria com Identidade da Rosas de Ouro, do mestre Rafael Oliveira. O esquenta ficou por conta do grupo de pagode "Espaço Ousadia" que cantou os maiores sucessos do estilo.

A Torcida Furacão Azul e Rosa comemorou seu 13° aniversário em grande estilo com as presenças da campeã do Grupo de Acesso da Liga das Escolas de samba de São Paulo X-9 Paulistana e a carioca União da Ilha do Governador que marcaram presença com seus artistas, casais e ritimistas do primeiro escalão e componentes. Além das duas escolas, o público também curtiu o esquenta com grupo de pagode Espaço Ousadia. O elenco de artistas da Sociedade Rosas de Ouro foi responsável por abrir a noite com time de canto composto por Tuca Maia e Paulinho Santa Cruz. A Ala dos Casais apresentou a tradicional roda de pavilhões e recebeu os pavilhões convidados e contou com a elegância do primeiro casal Marcos Oliveira e Isabel Casagrande. A  Bateria com Identidade sob a direção do Mestre Rafael Oliveira deu um show à parte e recebeu a  Bateria Pulsação Nota 1000 dos mestres Kito Ferreira e Américo Oliveira.



Após o esquenta da bateria da X-9 Paulistana, o presidente da Furacão Azul e Rosa,  Fernando Miguel subiu ao palco e homenageou o presidente Branco, e a diretoria da agremiação e os artistas Darlan Alves, atual voz oficial, e a dupla de mestres com flâmulas comemorativas agradecendo a presença. A campeã levou grande contingente de componentes das alas e fez um belíssimo espetáculo. Mestre Rafael Oliveira da Roseira também foi homegeado

Na ocasião, o presidente da Furacão agradeceu a presença das torcidas oficiais do Rio de Janeiro que juntas somaram mais de 200 pessoas entre elas membros das co-irmãs cariocas: Beija-Flor, Salgueiro, Porto da Pedra, Portela, Tijuca, Grande Rio, Mangueira, Estácio de Sá e Imperatriz. A organizada da Pérola Negra de São Paulo também compareceu. 

Já eram mais de 3h30 da manhã de domingo quando o swing da "Baterilha" do mestre Ciça anunciou a chegada da escola carioca. O intérprete oficial, Ito Melodia, cantou os grandes sambas-exaltação da escola e os inesquecíveis do Carnaval do Rio de Janeiro. Ao lado do mestre Ciça, Ito Melodia deu um show de simpatia e energia contagiando o público que permaneceu até o fim da apresentação quando os ritimistas da Ilha  desceram do palanque e tomaram as ruas do bairro da Freguesia do Ó ao som do antológico samba-enredo de 1982, "É hoje".



Prestigiaram o evento os presidentes Ká, Antônio Carlos Borges, da Colorado do Brás, Solange Cruz Bichara, da Mocidade Alegre, Alessando Oliveira, da Independente Tricolor, além dos mestres Sombra, da bateria Ritmo Puro da Morada do Samba e mestre Allan Meira da Ritmo Responsa da vermelha e branca da região Central. Mestres Cajú e Adamastor marcaram presença. A diretoria das co-irmãs Vai-Vai e Barroca da Zona Sul também estiveram presentes. A corte juvenil e a rainha do Carnaval de São Paulo, Fernanda Catanoce, que é do Grupo Passistas Renovação da Rosas de Ouro, abrilhantaram a festa com graça,  glamour e muito samba.



Nenhum comentário :

Postar um comentário