30 de agosto de 2017

PROSA DO FOLIA: Adriana Gomes, porta bandeira da Mancha Verde

Nenhum comentário :
"Saber que estou levando em minhas mãos um símbolo tão precioso, o pesado se torna leve..." Hoje é dia de Adriana Gomes, porta bandeira da Mancha Verde, no Prosa do Folia 
Foto: Felipe Araujo

Quem é a Adriana Gomes ?

- Eu sou uma pessoa quase que normal como as outras. Amiga, parceira, companheira de todos, procuro fazer bem para as pessoas sempre, gosto de gente, de pessoas, interessada na vida. A procura do bem estar de todos que me cercam. Filha dos meus pais, Irmã dos meus irmãos mas também uma boa e verifica filha de Iansã com Ogum, perseverante das minhas convicções e lutadora da verdade. Mulher negra, grande, feliz ou nem sempre, chorona, emocional ao extremo, ser pisciana me faz assim. Ao mesmo tempo em que me faço aparecer me vejo tímida ao extremo também em algumas situações, com direito a medos tenho pavor a Borboleta, não como camarão nem polenta, sou essa porta bandeira que vos fala...Muito prazer....

Como começou a sua relação com o carnaval ?
- Bom, começou antes de eu nascer... papai, Mercadoria, Diretor de Harmonia, lutando pelo carnaval a exatos 50 anos (acho) e mamãe Maria Gilsa (in memorian) porta bandeira a vida toda até partir, se apaixonaram e me fizeram em uma festa julina rs nasci em um domingo de carnaval. Sendo assim desde sempre e que me conheço por gente falo de carnaval a 36 anos. 

Por quais escolas você já passou e qual ano foi o mais marcante ?
Como porta bandeira: Só Vou se você for em 1999, Tom Maior em 2000, Mocidade Alegre 2001 a 2013 e Mancha Verde 2014. Mais marcante são 2004 primeiro campeonato da mocidade alegre, 2013 onde desfilei em uma alegoria pôs acidente e 2014 quando volto ao sambódromo com a mancha verde.

Como veio o convite para a Mancha Verde ?
- Tenho uma relação estreita com a Mancha desde a sua fundação como escola de samba em 1995, participei do seu batismo, minha mãe foi porta bandeira lá, meu irmão desfilou 14 anos na bateria, além de muitos amigos, assim que me desliguei da Mocidade Alegre, recebi um telefonema do Diretor de Carnaval na época Junior dizendo do interesse da escola, sentei com meu pai e meu irmão e pedi conselho dentro das possibilidades que eu tinha optamos pela minha ida para Mancha.
Foto: Paulo Pinto/LIGASP/Fotos Públicas

Como é sua relação com seu mestre sala ?
- O Marcelo é um grande enorme supra amigo rs a mais de 20 anos, além de tudo que ele representa na minha vida ele é meu mestre sala. A relação de um casal de mspb tem que ser quase de um casal de amantes, com direito a D.R. , a ele saber da minha tpm, de quando ele me telefonar no jeito que ele me chama no alo sei como esta o humor dele. Isso tudo reflete na dança, isso flui e influi diretamente na parceria. Somos um casal tradicional que gosta das raízes, trocamos muita ideia do que vamos fazer na avenida e acaba que da muito certo, já vamos para o quinto carnaval. 

O quesito mestre sala e porta bandeira é um dos mais importantes e defendido apenas por duas pessoas, qual é  responsabilidade de levar o pavilhão da escola ?
- Sendo bem sincera é fod*. É pesado, louco, insano, porém é um prazer, uma Felicidade, que faço com muito gosto. Procuro não pensar nisso se não a gente enlouquece, ao passar dos anos eu fui trabalhando isso na mente pra não deixar a responsabilidade barrar a dança, já tive muito medo, do pavilhão, do desfile, da fantasia, do jurado e da apuração... hoje só me apavora a apuração é tenso, mas saber que estou levando em minhas mãos um símbolo tão precioso o pesado se torna leve... fazermos com amor, paixão, entrega, quase como uma devoção. 

 "Saber que estou levando em minhas mãos um símbolo tão precioso o pesado se torna leve..."


Se apresentar para o jurado ou assistir as notas na apuração, o que é mais tenso ?
- Assistir às notas com certeza. É um dia tenso. Acho que é um dia que fico calada, perco o sono mesmo vindo muito cansada de um fim de semana de carnaval, parece que 16 horas vai vir somente na sexta das campeãs de tanto que entendo que as horas demoram, sofro com as nossas e as notas dos amigos mspb, Mas tô sobrevivendo a 15 anos já rs 

Você tem alguma inspiração no samba ?
- Sim meus pais... a maneira que o carnaval cercou a minha vida e a luta deles pelo carnaval são as minhas inspirações sempre. 

O que o carnaval mudou em sua vida ?
- Eu tive alguns Carnavais que foram mudando a minha vida, 2003 quando disputo as minhas primeiras notas com a mocidade alegre, 2009 desfilar após um mês que perdi minha mãe...2013 onde não pude ser a porta bandeira pela lesão ao meu joelho e 2014 quando volto ao desfile... 

Deixe seu recado aos internautas do "Folia do Samba" e aos admiradores do seu trabalho
- Meus amados...Obrigada sempre por me aturar (risos, quase gargalhadas). A Internet é o nosso canal mais pertinho pra falar de samba, divulgar o nosso carnaval, e a gente se conhecer e conhecer as pessoas que nos admira e vice versa, sendo assim a todos vocês que acessam o Folia do Samba, agradeço ao carinho, e admiração a minha dança e a minha pessoa...Desejo a todos que tenham um grande carnaval em todas as escolas que representam ou torcem, quero que saibam do meu respeito a todos vocês.Um abraço do meu tamanho e Um beijo no coração de todos .
Foto: Robson Fernandjes LIGASP / Fotos Públicas

Nenhum comentário :

Postar um comentário