5 de setembro de 2017

Império da Tijuca já tem hino para o Carnaval 2018

Nenhum comentário :
Parceria dos compositores Márcio André, Elson Ramires, Nuiá Rodrigues, Paulo Lopita 77 e Samir Trindade é a grande vencedora

Após uma disputa acirrada, a Império da Tijuca definiu neste domingo, 3 de setembro, o hino que cantará na Marquês de Sapucaí na sexta-feira de carnaval, quando levará para a Avenida o enredo “Olubajé: Um Banquete para o Rei” de autoria e desenvolvimento dos carnavalescos Jorge Caribé e Sandro Gomes. A festa aconteceu na quadra, situada no Morro da Formiga em noite recheada de emoção. Com a casa lotada, a agremiação recebeu além de excelente público, a presença de personalidades do carnaval. A parceria dos compositores Márcio André, Elson Ramires, Nuiá Rodrigues, Paulo Lopita 77 e Samir Trindade foi anunciada como a grande vencedora. O samba teve ainda participação especial de Neyzinho do Cavaco e J Carlos.


Foram 14 obras que se inscreveram para o concurso. A safra de sambas da Verde e Branca da Tijuca para o Carnaval 2018 foi intensamente elogiada, através do tema afro, característica onde escola realiza seus melhores desfiles. Numa noite em que as quatro parcerias finalistas fizeram apresentações para entrarem na história da agremiação, a festa ficou ainda mais completa após o anúncio do resultado do samba vencedor. Com o campeonato, o compositor Márcio André que é nascido e criado na Tijuca, passa a assinar quatro sambas na escola, enquanto o poeta Samir Trindade, autor do samba “Negra, Pérola Mulher” do Carnaval 2013, no qual a agremiação ascendeu ao Grupo Especial com o campeonato da Série A, passa a assinar dois sambas-enredo.

Foi uma noite de grande show no Morro da Formiga. A festa começou cedo. A partir das 16 horas a quadra já recebia o público que lotou a quadra da agremiação. Laynara Teles, rainha de bateria, passistas, casais e mestre-sala e porta-bandeira, baianas e velha guarda alegraram a quadra ao som do intérprete Daniel Silva, acompanhado da bateria Sinfonia Imperial. Diversos sambas que entraram para a história verde e branco foram cantados. Finalizando o show, todos se despediram do samba que embalou a escola em 2017. Diversas personalidades do mundo samba estavam na quadra, entre elas, Selminha Sorriso, que foi destaque no último carnaval e também será no próximo. Renato Thor, Bruno Mattos, Simone Drumond, Raphael Rodrigues, Nino do Milênio, Philipe Lemos, entre muitos outros.


A Império da Tijuca prepara a tarde de domingo, 17 de setembro para homenagear todos os compositores inscritos no Concurso e apresentar oficialmente o hino 2018 na voz do intérprete Daniel Silva. A partir das 13 horas haverá o “Angu Imperial”, no qual a presidente da ala dos compositores, Valéria Amorim entregará diploma de honra ao mérito aos poetas.


Compositores:  Marcio André, Elson Ramires, Nuía Rodrigues, Paulo Lopita 77 e Samir Trindade
Participação Especial:  Neyzinho do Cavaco e J Carlos


QUANDO NANÃ GEROU
ENTREGOU SEU FILHO A YEMANJÁ
COM TODO AMOR ELA CUIDOU
E LHE CUROU, NA IMENSIDÃO DO MAR
SALVE O ESPLENDOR BRILHANTE DA MANHÃ
DO FILHO ILUMINADO DE OXALÁ E NANÃ
ELE VOLTOU...
CAÇADOR, FEITICEIRO, BOM DE GUERRA
BATIZADO SENHOR DO SOL E DA TERRA

OBALUAIÊ JÊJÊ NAGÔ, É OLUAIÊ, CHAMA E CALOR
A CURA DE TODO MAL COBRIU NA PALHA
PODE TER FÉ A MAGIA DO VELHO NÃO FALHA

SAPAKTÁ TRIBO DOS ANCESTRAIS
REINAM MÃES SENHORAS E OS ORIXÁS
OSSAIN NAS FOLHAS O PODER
IROKO, YEWA, ARROBOBOI OXUMARÊ
EU QUERO VER OMOLU DANÇAR
NO OPANIJÉ COM O SEU XAXARÁ
TEM PIPOCA NO ALGUIDAR, MANDIGUEIRO
SINFONIA IMPERIAL CHEGOU NO TERREIRO
ATÔTÔ BALUAIÊ MEU PAI VEM NOS VALER
O BANQUETE PARA O REI VAMOS TE OFERECER
ESPELHO DE GENTE GUERREIRA
QUE DÁ O SUOR NA LABUTA, E FAZ OLUBAJÉ
NO IMPÉRIO DA TIJUCA

ARALOKO, ARALOKO PAJUÊ
Ê PAJUÊ Ê PAJUÊ
VEM O MORRO DA FORMIGA, VEM PRA VENCER



Fotos: Geissa Evaristo

Nenhum comentário :

Postar um comentário