26 de outubro de 2017

'Papo Reto com Tiago Linck' - Vem fazer zoeira, zoeira

Nenhum comentário :
É carnaval, pode aproveitar, venha se divertir com toda a alegria que se pode transmitir. Nessa euforia, a faculdade do samba entra no Anhembi para resgatar a história dos carnavais pelo mundo.

O festival que acontece antes da quaresma, chamamos no brasil de carnaval.nossa viagem começa ao embarcarmos num corso que nos leva para o século XIX onde essa festa de pessoas fantasiadas, serpentinas e confetes ocupava vias da cidade e a partir daí, veio a inspiração mais tarde para o que chamamos hoje de alegorias ou desfiles alegóricos.

Nossa Barroca, a verde e rosa, antes faz uma homenagem a todas as escolas como forma de lembrar o maior espetáculo da terra e também as comunidades que se doam para que essa festa se faça presente.

Pátria amada, nosso Brasil, terra do carnaval, nessa mistura popular de todas as formas de se fazer carnaval, seja nos desfiles, seja no frevo, no maracatu, a barroca vem nesse embalo coroar o momo da folia.

Importamos da verdadeira raiz do samba, o toque do candomblé, o ritmo dos atabaques, aquilo que o negro escravo trouxe em tempos de escravidão para o Brasil.

Há pelo mundo muitos carnavais espalhados, alguns muito conhecidos pela dança que os embala, seja pelos costumes e a alegria de realizá-los. Diablada, marimondas, soca(derivada do calypso), festa mardi gras, batalha das flores, desfile das lanternas, festa do sol, todas são carnavais cultuadas pelos seus povos , e é claro sempre buscando na raiz negra a referência de fazer a alegria presente.

Falamos que o ano começa depois do carnaval,antes venha com a barroca comemorar um ano novo que se aproxima.

"sou do samba e vou levantar poeira, vem fazer zueira, zueira
De verde e rosa a barroca é tradição

É festa a noite inteira "


Nenhum comentário :

Postar um comentário