14 de novembro de 2017

'Papo Reto com Tiago Link' - O banquete para o rei vamos te oferecer

Nenhum comentário :
 Sou filho nascido de uma sedução, abandonado por nascer cheio de feridas no meu corpo. Fui jogado à maré, me acharam quase morto. Quem me criou foi Yemanjá, minha mãe adotiva. Com minha mãe Yemanjá e Oxalá, aprendi a curar as doenças.

Fiquei com cicatrizes pelo corpo então cobri com palhas para que ninguém me visse assim. 
Foto: Antonio Melo

Caminhando pelo mundo, com fome e com sede, encontrei uma aldeia, ali pedi água, mas me expulsaram por aparecer daquele jeito, foi então que aquela terra passou a ser amaldiçoada, problemas começaram a aparecer e as pessoas me culparam por essas empestações. Pediram-me perdão, fui ofertado com água e comida, rendendo homenagens.

Chegado à sua terra encontrou uma festa aos orixás, como não se sentia bem por estar coberto de palhas, preferiu observar de canto todo o ritual até que Yansã, a deusa dos ventos jogou ventos por tudo fazendo com que  suas palhas se levantassem, revelando um homem forte, cheio de virilidade que era, assim o fez dançar noite adentro com ela.

Tenho características peculiares, minha dança( curvo -me para frente para imitar meu sofrimento), minha vestimenta(uso saia de palha, uma espécie de capuz na cabeça),  carregada de ritualismo.

Do Morro da Formiga, prepararão meu banquete,em forma de agradecimento, servirão iguarias da culinária afro brasileira, distribuídas aos convidados nas folhas de mamonas ou bananeiras, simbolizando o prolongar a vida e a saúde.


Peço licença para me saudarem, com alegria exaltar nosso orixá, sem nenhum desrespeito, apenas pedir a ele  que nosso povo se livre de todas mazelas que vem sofrendo. Assim como os ventos de Yansã, o revelaram, que os ventos de Yansã sopre bons ventos a essa comunidade e a toda população.

Nenhum comentário :

Postar um comentário