Cinco escolas ensaiaram no Anhembi neste sábado - FOLIA DO SAMBA

Anuncio No Post

Cinco escolas ensaiaram no Anhembi neste sábado

Compartilhar
Liga SP, responsável pela administração e organização dos desfiles das escolas de samba da cidade de São Paulo, acompanhou durante a tarde e noite deste sábado (6 de janeiro) os ensaios técnicos das agremiações Brinco da Marquesa, Unidos de Vila Maria, Rosas de Ouro, Império de Casa Verde e X-9 Paulistana, dos Grupos Especial e Acesso 2, que aconteceram no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo.
Crédito das Fotos: Marcelo Messina/Liga SP

A primeira agremiação que abrilhantou a pista foi a Brinco da Marquesa (Grupo de Acesso 2), revelando as conquistas da "A Marquesa e o Ouro Verde", na composição musical de Pablo Souza, Buiu Mt, Pedrinho Sem Braço, Renato Silvestre, André Luiz, Almir Mendonça, Marcos Thiago, Digão Lima, Will Anderson, Leandro Rato, Nicolino Nenê, Caca Camargo, e sob a liderança vocal do trio Alécio ReisBuiu MT e André Luiz.
A agremiação comandada pelo atual presidente Adriano Bejar conta que este momento é de muita emoção para todos os componentes, já que marca o “retorno [da Brinco da Marquesa] ao Sambódromo após 11 anos, quando tivemos aqui na passarela do samba pela última vez. A nossa emoção é muito grande somada aos 30 anos da nossa escola e só temos que brindar esse momento”, declarou o presidente. A agremiação reuniu para este ensaio técnico 150 componentes da escola, além da Porta-Bandeira, Bia, do Mestre-Sala, Lucas, da Rainha de Bateria, Juliana, e do Rei de Bateria, Bruno.
Crédito das Fotos: Marcelo Messina/Liga SP

A segunda escola que levantou o público presente foi a Unidos de Vila Maria com o enredo “Aproveitaram-se da minha nobreza, você não soube, não te contaram? Suspeitei desde o princípio! Não contavam com minha astúcia! Arriba Bolaños, Arriba Vila, Arriba México”, composto por Dudu Nobre, Rafa do Cavaco, Turko, Maradona, Diego Nicolau, Pepe Niterói, Marcelo Nunes, Evandro Bocão e André Diniz, e voz de Wander Pires.

Madrinha da Escola, Ana Beatriz Godoi, e aproximadamente 2 mil componentes, participaram do ensaio técnico. A expectativa da escola era “trazer o melhor do carnaval, trazer alegria, a leveza, a beleza da cultura mexicana misturada com o seu legado”, conforme contou o presidente da agremiação, Adilson José de Souza. Os ensaios incentivam a realizar uma produção cada vez melhor.
Crédito das Fotos: Marcelo Messina/Liga SP

Na sequência foi a vez da Rosas de Ouro (Grupo Especial), que desfilou humanizando a vida dos caminhoneiros com o enredo“Pelas estradas da vida, sonhos e aventuras de um herói brasileiro”, na composição musical de Aquiles da Vila, Guiga Oliveira, Fabiano Sorriso, JC Castilho, Marcus Boldrini, Rafa Crepaldi, Rapha SP, Salgado Luz e Vaguinho, e na voz do intérprete Royce do Cavaco.

A comunidade Rosas de Ouro esteve na avenida com 1.800 mil componentes, contando com a participação da Rainha de Bateria, Ellen Roche, das musas Fernanda Catanoci, Thaís Bianca, Andrezza Sobrinho, Alessandra Vânia, Nathanya, Adriana Damasceno eCarolina Freitas, além da graciosa Rainha Mirim da ala das baianas Ana Beatriz, de 4 anos de idade, e da Rainha de Bateria MirimGraziele Nascimento, de 9 anos.

A presidente Angelina Basilio acredita na importância dos ensaios técnicos para “acertar [a partir deste primeiro ensaio] os detalhes de harmonia, do samba de enredo, da montagem das alas, as montagens dos carros”.
Crédito das Fotos: Marcelo Messina/Liga SP

Logo depois, a Império de Casa Verde (Grupo Especial) embalou o Sambódromo do Anhembi abordando as mazelas enfrentas pelo povo brasileiro através do enredo “O povo, a nobreza real”, composto por Jairo Roizen, Thiago Sukata, Godoi, Luciano Godoi, Claudio Mattos, Tavares, Rafael Tubino, André Valêncio, Willian Lima, Meiners e Victor Alves, e a liderança de Carlos Júnior no vocal.

Segundo o carnavalescoJorge Freitas, a escola promete brilhar na edição deste carnaval. Para isso, a Império de Casa Verde trouxe para a avenida a força e beleza da Rainha de Bateria, Valeska Reis, acompanhada dos 1.600 mil componentes para aprimorar cada quesito para o grande desfile.
Crédito das Fotos: Marcelo Messina/Liga SP

O primeiro fim de semana de ensaios técnicos encerrou na madrugada de domingo (7) com a X-9 Paulistana (Grupo Especial). A agremiação apostou no enredo rico em ditos populares “A voz do samba é a voz de Deus. Depois da tempestade, vem a bonança!”, na composição de Jair Roberto, Vaguinho, Rapha SP, Fabinho NT, Marcelo Lepiane, Salgado, Vitor, Fábio Blanco, Nando e Fernandinho SP, e interpretação de Darlan Alves.

A escola ainda revelou o seu samba através da Rainha de Bateria, Juju Salimeni, da Madrinha da Escola Tarini Lopes, e com a energia dos 1.200 mil componentes. Resumiu o presidente Ailton Martinelli (Branco): “É uma grande alegria, estamos muito felizes por participar novamente do Grupo Especial. A escola segue confiante, unida e forte para disputar este título”.
Crédito das Fotos: Marcelo Messina/Liga SP

Os ensaios técnicos continuarão na próxima semana com entrada franca ao público. Mais 15 ensaios irão ferver o Anhembi entre os dias 12 e 14 de janeiro.

Os CDs Sambas de Enredo Carnaval SP 2018 estarão à venda no local, na Loja da Liga (montada na concentração – portão 29). O álbum duplo (Grupo Especial e de Acesso) está à venda por R$30,00 e o disco do Grupo de Acesso 2 por R$15,00.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncio No Post