Cubango aposta na garra e experiência de um veterano do Grupo Especial - FOLIA DO SAMBA

Anuncio No Post

Cubango aposta na garra e experiência de um veterano do Grupo Especial

Compartilhar
A escola de Samba Acadêmicos do Cubango não está medindo esforços para fazer um grande desfile no próximo dia 10 de fevereiro, sábado de carnaval, superando todas as dificuldades e encantando o público com muita cor e criatividade. E para abrir o desfile, contando a vida e obra de Arthur Bispo do Rosário, a verde e branco de Niterói aposta no talento de Sérgio Lobato para comandar a comissão de frente e abrir os caminhos da Cubango rumo à conquista do titulo da Série A e, assim, garantir a vaga entre as escolas do Grupo Especial no Carnaval de 2019.

Sérgio Lobato tem longa experiência na dança. Formado em Ballet Clássico e com 28 anos de carreira, foi diretor artístico do Corpo de Baile do Teatro Municipal do Rio e também diretor artístico da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil. Atualmente é professor da tradicional escola Petite Danse. Iniciou a carreira de coreógrafo de comissão de frente na escola de samba Tradição em janeiro de 2005, e a partir daí trabalhando nas agremiações Unidos da Tijuca, Unidos do Viradouro, Acadêmicos da Rocinha, União da Ilha, Mocidade Independente de Padre Miguel e São Clemente, ao todo reunindo 10 anos de Grupo Especial. Retornando este ano à Série A, acumulando função com a Portela, no Grupo Especial, o profissional descreve como está a rotina de ensaios e como está sendo dividir função com a atual campeã do carnaval:
Foto: Messias Martins


- Nós estamos ensaiando quase todos os dias, pelo menos quatro vezes por semana, por mais ou menos três horas. Eu não esperava retornar ao acesso, mas eu só retornei porque conseguimos nos divertir, brincar e também ter um pouco da questão da arte e do movimento. É uma surpresa retornar a Série A. Eu gostei muito do projeto de carnaval da Cubango, dos carnavalescos Gabriel Haddad e Leonardo Bora, do presidente Rogério Belisario. Achei muito interessante e sedutora a proposta e todo o projeto de trabalho e estou adorando estar na Cubango.

Para apresentar a escola aos jurados e público e garantir as melhores notas no seu quesito, Lobato conta com 15 bailarinos em sua comissão, sendo 13 homens e duas mulheres, além do apoio técnico de Marcella Gil e Paulo Victor. Ao montar todo o trabalho artístico, ele participou de encontros com os carnavalescos para chegar às ideias e a coreografia que será apresentada no desfile oficial:

- O enredo é muito cultural, de um personagem que poucos conhecem e a proposta de desenvolvimento dos carnavalescos tornou o tema ainda melhor. Este trabalho pra mim é enriquecedor e o Bispo do Rosário é um dos personagens de muita complexidade, com um peso histórico muito grande. Conversei muito com os carnavalescos, que me deixaram à vontade de escolher o que quero apresentar, e, através de pesquisa e livros, encontramos uma obra do Bispo que vamos representar a comissão e agradar a todos. Daí, todo o trabalho com o corpo de baile é autoral meu, com minha visão.
Foto: Paula Ranieri


Apesar deste ano a apresentação de tripé de comissão de frente estar proibida pela Lierj, Sérgio Lobato não vê empecilho neste fato para desenvolver a criatividade na comissão, sem revelar o que a comissão de frente representará no desfile:

- A falta do tripé não atrapalha o trabalho, e sim, a obrigação tecnológica dele que impede de você ser um artista em movimento, de poder usar mais o corpo. A alegoria traz a possibilidade de criar surpresas. Como estamos em uma avenida que não há coxia, não há urdimento, o tripé ajuda. Eu espero que nossa comissão do Acadêmicos do Cubango seja recebida com muito carinho pelo público. Podem esperar uma comissão que a marca maior será a energia, um trabalho de muito vigor físico, de muito sincronismo e, dentro do jurado, nossa apresentação mostrará alguma possibilidades artesanais e de surpresas com o lado humano, e principalmente, a força do Bispo do Rosário.

O Acadêmicos do Cubango será a quinta escola a desfilar no sábado de carnaval apresentando o enredo “O Rei que bordou o mundo”, contando a vida e a obra de Arthur Bispo do Rosário. O tema será desenvolvido pelos carnavalescos Gabriel Haddad e Leonardo Bora pela Série A da Lierj.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncio No Post