3 de janeiro de 2018

Império da Tijuca cria programa de doação financeira para finalizar o Carnaval 2018

Nenhum comentário :
O preparativo para Carnaval 2018 é o mais difícil da história do Império da Tijuca. Faltando exatos 36 dias para o Carnaval, a agremiação não recebeu até o momento nenhum tipo de verba da Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro. A subvenção que sofreria um corte de 50% não foi paga e o contrato para o Carnaval 2018 ainda não foi assinado. A escola movimenta atualmente barracão e ateliês com a verba recebida pela emissora de TV que detém os direitos de transmissão do desfile, no entanto este valor trata-se de apenas 8% do orçamento total do carnaval da instituição.

O poder público, que deveria fomentar a arte e cultura das escolas de samba promoveu um corte de verba, sem nenhum aviso com o mínimo de um ano de antecedência e pior, não pagou a verba reduzida e sequer dá um posicionamento. A agremiação que fez um espetacular desfile no Carnaval 2014 com a ajuda de empresários e dos seus torcedores, no qual, infelizmente foi injustiçada retornando à Série A, nesse momento de grave crise quer fazer o seu protesto em forma de espetáculo. 


Com o intuito de fazer um desfile à altura da sua história, o Império da Tijuca lança nesta data seu programa “Paixão Imperial” que visa arrecadação financeira, principalmente, para finalizar a confecção do Carnaval 2018. Os torcedores, componentes, amigos e apaixonados pela agremiação verde e branca do Morro da Formiga podem contribuir e patrocinar através de doações em qualquer valor através do site da agremiação www.imperiodatijuca.com.br ou através do site www.vakinha.com.br/vaquinha/campanha-paixao-imperial/contribua.

O dinheiro arrecadado será automaticamente transferido para pagamentos de mão de obra e despesas gerais. No site da escola consta, ainda, uma lista de material necessário para finalizações de alegorias e ateliês que também poderão ser doados diretamente no barracão situado à rua Catumbi nº 15 (atrás dos Arcos da Apoteose). Todo o valor arrecadado, bem como a prestação de contas, estarão disponíveis no site da escola no dia posterior ao desfile, 10 de fevereiro de 2018.

- A ideia é que o resultado positivo do desfile da escola seja através de uma contribuição de todos os que amam a nossa agremiação. Num momento em o poder público nos dá as costas, mostraremos a força da nossa festa através da nossa arte, no samba no pé dos passistas, no bailado dos nossos três casais de mestre-sala e da porta-bandeira, na beleza plástica dos nossos carnavalescos, no ritmo da nossa Sinfonia Imperial e no amor das baianas e da nossa velha-guarda. O talento dos compositores através do nosso elogiado samba-enredo na voz do nosso intérprete oficial Daniel Silva entoado na voz dos nossos 2.800 componentes. Nosso objetivo é buscar o título e retornar de onde não deveríamos ter saído – explica o presidente Antônio Marcos Teles, Te.

Nenhum comentário :

Postar um comentário