10 de janeiro de 2018

Nova musa da União da Ilha é formada em Nutrição e neta de um dos fundadores da escola

Nenhum comentário :
Rebecca pode ser chamada de cria da casa. As cores vermelho, azul e branco literalmente correm nas veias da jovem, carioca de 25 anos, escolhida para ser a nova musa da União da Ilha do Governador  para o carnaval 2018.  Neta dos fundadores da escola, Cosme Bastos Rolszt e Ledy Ferreira Rolszt que dedicaram toda a sua vida à União da Ilha, Rebecca além de musa, é coreógrafa da ala Passo Marcado comandada por sua mãe Sandra Rolszt.
Foto: Diego Mendes


Nascida e criada na Ilha do Governador e moradora da Piedade, Zona Norte do RJ, Rebecca comemora o seu primeiro ano como musa. “Nos anos anteriores, até 2016, eu desfilava na ala coreografada da minha mãe onde hoje sou a coreógrafa. Já em 2017, desfilei como composição de carro”, explica a jovem que é modelo desde 12 anos. “Desfilo, faço editoriais de biquíni, noiva e roupas em geral. Sou muito ligada nas tendências da moda”.

Faltando poucos dias para o carnaval, Rebecca Rolszt está a todo vapor. Na agenda atribulada têm os ensaios de comunidade, musculação, exercícios aeróbicos e aulas de samba no pé. Vaidosa de forma exagerada, a libriana, garante que gosta de cuidar do corpo e mantém uma alimentação equilibrada.  “Quando saio da dieta, como com peso na consciência” afirma a Nutricionista  graduada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que atendente  em  consultório  particular e pretende se especializar em  Nutrição voltada à estética. Para cuidar do cabelo black, a musa faz hidratação, fitagem com creme de pentear e gelatina de finalização e  umectação noturna, para manter o brilho dos cachos.
Foto: Diego Mendes

A história de amor da Rebecca com a União da Ilha do Governador vem de longas datas.  Com apenas 11 anos, conseguiu autorização para estrear no desfile da lha na Marquês de Sapucaí. “Gosto de carnaval desde que me entendo por gente. Meus pais sempre levavam meu irmão e eu, em bloquinhos e bailinhos infantil. Lembro da minha avó fazendo várias fantasias para gente, uma para cada dia de carnaval. Antes disso, desfilava em outras escolas mirins, com 5 anos de idade” relembra  a musa.

Quanto às expectativas ao desfile, a musa garante.  “As minhas expectativas são as melhores possíveis. Gosto de acompanhar todo o processo de criação do carnaval, vou ao barracão da escola  com freqüência  e posso dizer que a Ilha irá fazer um desfile deslumbrante.Estou ensaiando muito, tanto a ala coreografada quanto a minha desenvoltura como musa, e estou muito otimista de que estamos no caminho certo para o sucesso na Marquês de Sapucaí. É um grande sonho  ver a minha Ilha campeã do grupo especial” concluiu

Nenhum comentário :

Postar um comentário