11 de fevereiro de 2018

Império de Casa Verde, Mocidade Alegre e Dragões da Real se destacam na segunda noite de desfiles

Nenhum comentário :
Mais sete escolas passaram pela pista do Anhembi na segunda noite de desfiles em busca do título de campeã do carnaval de São Paulo.
Império de Casa Verde / Foto: Alex Sandro Gardel - Folia do Samba

Com um desfile bem humorado, a X9 Paulistana abriu a noite falando sobre os ditados populares. Um desfile de fácil leitura nas fantasias e nas alegorias. A rainha de bateria Juju Salimeni incorporou o tema do enredo com a fantasia "Tô com o diabo no corpo".

X9 Paulistana / Foto: Alex Sandro Gardel - Folia do Samba

Indo para a rua como dizia o samba, o Império de Casa Verde trouxe os temas da atualidade inspirada na revolução francesa. A comissão de frente e o primeiro casal foram os destaques do desfile empolgante da agremiação além do Tigre guerreiro que veio no alto da última alegoria.
Império de Casa Verde / Foto: Alex Sandro Gardel - Folia do Samba

Não deixando o samba morrer, a Mocidade Alegre preparou uma grande homenagem a cantora Alcione. Desde o início do samba nos morros e vielas até seus grandes sucessos e claro falando da verde e rosa Mangueira do Rio de Janeiro. Além da empolgação a bateria Ritmo Puro trouxe uma coreografia levantando a arquibancada.
Alcione / Foto: Alex Sandro Gardel - Folia do Samba

Mais um artista brasileiro recebeu homenagem no carnaval paulista. Gilberto Gil teve todo o seu trabalho, carreira e vida contada no Anhembi pela Vai-Vai. Empolgado com a homenagem da escola, o cantor veio vestido de Filho de Gandhi com um apito enaltecendo o público presente.
Vai Vai / Foto: Alex Sandro Gardel - Folia do Samba


A tribo alvinegra invadiu o carnaval, os Gaviões da Fiel trouxeram a história da cidade de Guarulhos baseada na lenda Guarus. A agremiação apresentou alguns problemas em fantasias podendo comprometer na avaliação dos julgadores.
Gaviões da Fiel / Foto: Alex Sandro Gardel - Folia do Samba

Misturando o samba com a música caipira, a Dragões da Real contou a história desse povo que sai a luta em busca do sucesso. Nomes como Roberta Miranda e Sérgio Reis abrilhantaram o desfile empolgante e caipira da agremiação.
Dragões da Real / Foto: Alex Sandro Gardel - Folia do Samba

Fechando o grupo de elite de São Paulo, a Vila Maria contou sobre o México baseado no olhar de Roberto Bolaños. Um desfile alegre e animador que já passou pelos seus momentos de tensão no início, a saia da Porta bandeira Lais Moreira caiu assim que entrou na pista. De short, a porta bandeira seguiu porém com o segundo pavilhão. O segundo casal assumiu a responsabilidade de trazer as notas da escola.
Vila Maria / Foto: Alex Sandro Gardel - Folia do Samba



Nenhum comentário :

Postar um comentário