PAPO RETO COM TIAGO LINCK - Um passado no futuro da humanidade - FOLIA DO SAMBA

Anuncio No Post

PAPO RETO COM TIAGO LINCK - Um passado no futuro da humanidade

Compartilhar

UNIDOS DO PERUCHE 2019
ENREDO:”NASCEM DO VENTRE AFRICANO OS VALORES DO MUNDO. ÁFRICA, UM PASSADO NO FUTURO DA HUMANIDADE.”



África,berço da humanidade, onde tudo começou. Do barro esculpido nasce o ser, fruto dessa terra. Unidos do Peruche volta as raízes africanas para resgatar valores que lá no passado tiveram uma importância muito grande para evolução do mundo e que hoje é presente e será futuro da humanidade.

Desta terra com uma ancestralidade muito forte, onde a vida floresce, As mãos  tocam no tambor,as tribos dançam seus rituais celebrando as conquistas pelo mundo.

A força maternal muito forte, faz o homem brincar de viver, descobrir a vida e revelar os segredos de nossa existência  ao mundo.

Um povo que observou no seu tempo, o ciclo da vida. Plantou naquele chão e viu de perto nascer legados,  símbolos e grafias, na busca pelo autoconhecimento, desbravou os astros e pode ver de perto a preservação do seu corpo.

A batida novamente do tambor, agora para mostrar ao mundo que desbravaremos a arte. Das mãos que bateram tambor , se faz arte, ritualiza, mostra que há um mundo que precisa conhecer isso tudo.

É preciso olhar lá na frente. Partir, sair do seu chão e ganhar outros chãos, dar ao branco seu tom, impressionar o que está escondido, sem medo, porque um povo forte não precisa se curvar.

Uma página triste dessa história, dor e lamento, sair e avançar em terras desconhecidas, no rosto olhos marejados de saudade e na bagagem histórias de muita luta.

Trazer na mãos o sofrimento, virar a página. Vai negro, mostra o que de melhor sabe fazer. Ritualiza, traz o seu afoxé, seu gingado, seu toque que impressiona. Põe tempero nessa terra nova, não é fácil, mas mais difícil foi olhar pra trás e ter a audácia de ganhar novos chão. Mostre ao mundo sua arte, seus dons e seus tons. Impressiona.Alimenta esse mundo com seus saberes. Põe cada um no seu devido espaço e mostra como é que se faz.Valoriza.

Vem Ciata, vem socorrer o que estão tentando acabar. O samba não pode morrer. Se imponha com a força que tem. Se é macuba, não me importa, é religião, é africanidade. É meu Candomblé.

O futuro está aí, projetado por valores ancestrais. Isso é orgulho !É respeito! É clamar ao mundo igualdade. Só assim há de se conseguir semear a paz e a dignidade. Mestres nos mostrem com sapiência toda a resistência que tiveram.

Seguir esses ensinamentos, promoveremos o bem, não é utopia não, essa terra ainda vai haver a paz, todo preconceito construído  se acorrentará e ficará preso.

Uma nova África e um Novo Mundo  estão surgindo, onde a tolerância, os males serão respeitados. 

Se tudo provém da ancestralidade e evolução africana, o porquê de tanto preconceito?
Raça não está na cor e muito menos na dor de seu povo. Raça é humana. As cabeças cujo argumento é julgar, deveriam ter a consciência que o respeito sempre veio do berço. O dia em que nos dermos mais importância a tantos valores herdados e que vieram ao longo do tempo, seremos um mundo muito mais rico de valores e sabedorias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncio No Post