1 de setembro de 2018

'Um dia a justiça divina cobra'. Conheça o samba da Unidos de Padre Miguel para 2019

Nenhum comentário :
Com uma grande festa, a Unidos de Padre Miguel definiu na madrugada desta sábado (01) o seu samba enredo para o carnaval 2019. A parceria composta por Jefinho Rodrigues, Igor Leal, Jonas Marques, Wagner Santos, Gulle, Eli Penteado, Ruth Labre e Roni Pit'Stop venceu a disputa da agremiação e a obra terá a missão de embalar o enredo "Qualquer semelhança não terá sido mera coincidência" , uma homenagem a Dias Gomes, do carnavalesco João Vitor Araujo.
Foto: Alex Sandro Gardel

Três sambas disputavam e se apresentaram com nove passadas para a quadra, sendo avaliado com bateria, sem bateria e o canto da torcida. Sendo apresentados na seguinte ordem.

1º Parceria de Claudio Russo
2º Parceria de Samir Trindade
3º Parceria de Jefinho Rodrigues

Carnavalesco João Vitor Araujo / Foto: Alex Sandro Gardel
O carnavalesco João Vitor Araújo revelou que o diferencial para Unidos de Padre Miguel em 2019 já começa com o enredo, que é diferente do que a escola costuma abordar, será de uma forma crítica. João também comentou sobre a posição e dia de desfile da escola. "Vai que não era para ser no sábado e agora será a hora rs", revelou o carnavalesco

Já passava das 4:30h da manhã quando o presidente subiu ao palco e anunciou a parceria vencedora.

Presidida por Lenilson Leal, a Unidos de Padre Miguel será a 5º escola a desfilar na sexta feira de carnaval pela série A da folia carioca. Em 2018 a agremiação foi a vice campeã com o enredo "O eldorado submerso: Delírio Tupi-Parintintin"
Foto: Alex Sandro Gardel

Compositores: Jefinho Rodrigues, Igor Leal, Jonas Marques, Wagner Santos, Gulle, Eli Penteado, Ruth Labre e Roni Pit'Stop

Intérprete: Wander Pires

Zé.. nada muda nessa terra
Continuam as promessas
Pátria mãe da ignorância
Zé..nessa cruz que tu carregas
Pesa a fé do opressor
Fardo da intolerância
Oyå por nós santa senhora
Pois somos órfãos do saber
"Porcina" o povo pede esmola
Enquanto surrupiam no poder
Mas ressuscita a esperança
Um novo Roque pra lutar
Perdidos a gente não sabe em quem acreditar

Eu vi o poder cegar a razão
Ouvi a vingança implorar o perdão
Aonde há ganância a maldade sobra
Um dia a justiça divina cobra

Mas erguesse imponente a ambição
E a natureza implora
E nessa selva o povo perde
O sono
É muita terra pra pouco dono
O tempo passa e continua o abandono.
Mas há de voltar o rei pra erguer mais alto a nossa bandeira
Unidos a malandros e cabrochas, com as feridas expostas vão sambar a noite inteira
Oh! Meu Brasil....
Escute a voz da nossa gente bamba
Vila vintém!....aqui se aprende a amar o samba
Em "Dias" a inspiração
Mistérios na cena fatal
Realidade ou ilusão?
Carnaval...  

Padre Miguel a vida imita a arte
Ganhar ou perder faz parte
O pranto de outrora regou a raíz

Teu povo espera um final feliz.

Nenhum comentário :

Postar um comentário