PAPO RETO COM TIAGO LINCK - Deixa o povo se emocionar, sua filha voltou minha mãe - FOLIA DO SAMBA

Anuncio No Post

PAPO RETO COM TIAGO LINCK - Deixa o povo se emocionar, sua filha voltou minha mãe

Compartilhar

PORTELA 2019
ENREDO:”NA MADUREIRA MODERNÍSSIMA, HEI SEMPRE DE OUVIR CANTAR UM SABIÁ”


No Carnaval 2019 a Portela vai fazer uma homenagem a cantora Clara Nunes e aqui não será apenas seguir uma linha cronológica. Portela vai sair das narrativas que nesse tipo de enredo seguem sempre a mesma linha, contar a discografia em alas e toda sua trajetória musical. Portela quer fazer essa sabiá cantar, resgatando a importância cultural de Madureira, enfatizando nas festas e toda sua diversidade, a contribuição que o bairro teve para expressar e formar em Clara Nunes, a brasilidade, esta que era traduzida pela personalidade e expressão corporal, traços cintilantes de Clara Nunes.

 1924, aqui no primeiro Carnaval da Portela, pelas mãos do cenógrafo, José Costa que reproduziu na sua tela, a Torre Eiffel em sua visita ao bairro com alguns amigos.Madureira tinha uns traços modernos, e Clara Nunes mais ainda, era como se fosse uma obra modernista que permitia ser comparada a tela de Tarsila do Amaral, a mestiça, incorporando traços de pura brasilidade. Mais aqui apenas não ficou nisso, José mostrou aos seus amigos que as festas nos subúrbios incorporavam os mais diversos elementos culturais. Clara e Madureira eram feitas um para o outro.

Das Minas Gerais onde nasceu e sobreviveu trabalhando  na fábrica de tecidos, mas seu destino estava traçado, era cantar o Brasil e assim se fez, voou longe para tudo quanto era canto dessa nação.Ainda no Interior pode acompanhar de perto todo folclorismo presente por lá e também as festanças tradicionais.Sua brasilidade, permitiu trazer toda herança cultural ,valorizando a diversidade regional. Sua voz fez ecoar e se difundir os ritmos do povo, seja no Nordeste Brasileiro ou em qualquer outra parte desse solo brasileiro, Clara Nunes era a performance viva da diversidade cultural desse país.


Voou alto para se expandir e foi ganhando espaços nos meios de comunicação e assim conseguiu seu sucesso que permitiu conhecer o misticismo que estava em Madureira.

De inicio Clara cantava principalmente sambas-canção e boleros, mas ao entrar em contato com o ancestral afro-brasileiro em Madureira, Clara se transformou  assim como o céu muda ao entardecer, permito aqui afirmar que era algo lindo de se ver. Ela nunca mais foi a mesma e nem poderia ser, sua transformação era linda, visitar os terreiros em Madureira, vestiu seu manto, incorporou acessórios , cantou samba e pontos de macumba, mas sua evocação ao orixás, traduziam um momento ímpar para os Santos, memória essa que fica eternizada na cabeça dos seus fãs.

Nada foi por acaso, seu canto se expandiu, ela cruzou céus, mares, com seu jeito de dançar descalças e feliz, cruzando as matas, destemendo os quebrantos, a Guerreira que uniu a essência negra ao subúrbio carioca.

Portela desde que foi fundada sempre manteve elementos típicos do mundo rural, mesclando junto com a negritude que vibrava em Madureira, por isso a identificação imediata com a Portela. Sempre ocupando posições de destaques nos desfiles, Clara era madrinha da Velha Guarda e até sambas-enredos puxou na avenida, portelenses famosos e anônimos caminhavam de mãos entrelaçadas, sempre voando junto com a Majestosa Águia.

Partiu um dia sem ninguém  esperar, a dor da saudade faz esta Guerreira lá no céu, uma estrela cintilante.Uma voz que se eternizou nos corações dos seus fãs e admiradores e olha que eram tantos.

Sabiá, Portela nunca te esqueceu, e você nunca esqueceu Portela, hoje você volta para os braços de sua amada Águia e de sua Madureira para ser recebida de braços abertos. Após essa homenagem, voe para lá de cima emanar toda sua energia a Madureira. Se trovejar em Madureira, Eparrey Oyá Oyá, se Clarear, deixa clarear porque vai Clarear Eparrey Oyá.    


Um comentário:

  1. Me fez chorar....essa sabiá vai cantar com a aguia em 2019...
    Um canto feliz...de reencontro.
    Um reencontro de pouco mais de uma hora...mas um reencontro feliz.

    ResponderExcluir

Anuncio No Post