PAPO RETO COM TIAGO LINCK - Multiplica o sagrado pão, amém - FOLIA DO SAMBA

Anuncio No Post

PAPO RETO COM TIAGO LINCK - Multiplica o sagrado pão, amém

Compartilhar

UNIDOS DA TIJUCA 2019
ENREDO:”CADA MACACO NO SEU GALHO, Ó,MEU PAI, ME DÊ O PÃO QUE EU NÃO MORRO DE FOME”


O que dizer desse alimento milenar  que hoje representa na falta de tudo, a única salvação para alimentar aqueles que clamam por viver com dignidade e  condições melhores. O alimento que é capaz de matar a fome de quem não tem o comer, o alimento transformador que faz crescer a esperança de tempos melhores surgirem, o alimento que é tão importante mas ao mesmo tempo serviu para declarar guerras e ver de perto seus filhos implorarem por apenas uma fatia.

Falar do pão e toda sua importância independente de qualquer for sua crença e naquilo que acreditas, aqui falo de um alimento que veio ao longo da evolução do mundo e sua raiz fincada no saber partilhar com seu semelhante mesmo que um dia possa lhe faltar, mas saiba que seu gesto é tão importante em saber partilhar que só assim você se diferencia pelo seu ato.

Quero falar nesse texto de amor ao seu próximo, peço licença e sem fugir da sinopse da proposta, mas aqui devo contextualizar isso porque se vale de reflexão na medida que viemos a esse mundo para saber conviver com as diferenças e elas são as mais variadas possíveis,mas você sendo filho do Criador vai me entender que partilhar e não falo em dividir, porque novamente vem exclusão, mas falo em partilhar, porque partilhar é ofertar com amor, caridade sem esperar nada em troca, absolutamente nada em troca, apenas transformar esse mundo cruel, em um mundo igual e justo para todos.

A semente “plantada” lá trás na Mesopotâmia, berço das civilizações expostas ao sol, tornou-se o cereal, batizada de trigo, fez o homem primitivo ver essa massa intrigante exposta ao sol,surgir o alimento que alimentaria ao passar do tempo a humanidade.
Há cerca de 6000 anos , a fermentação disso tudo se deu pelos egípcios, e ela é o segredo do pão, com isso a descoberta da fermentação vieram pelos egípcios que constataram como trabalhar para se obter os pães.

Egito Antigo, o pão ali servia como troca, pagava salários aos camponeses e assim seu sistema de fabricação era feito de forma simples.

Esse resumo sem se estender muito até porque o pão é o fundamental nessa história toda,mas aqui quero me especificar mais sobre essa expressão “Cada Macaco no seu galho” utilizada nesse enredo para chamar a atenção não a questão primitiva, porque  aqui ela nem se refere e nem vai se referir aos negros como foi usada quando foi criada, e criticar quem é massa de uma escola de samba, onde mantem viva as escolas, não pode servir de ofensa,mas a expressão usada, se usa aqui em cada um fazer sua parte, ora pois, essa questão de cada um fazer a sua parte, julgo isso como um ato falho humano, porque  não deveria ser as partes e sim o coletivo, amassar e multiplicar esse alimento, mas como as pessoas ,em sua maioria, não gostam no bom popular de dividir, muito menos partilhar , isso até um pecado é  diante dos olhos do Criador.

 E o pavão símbolo tijucano com suas garras vai destruir os corações duros como Fariseus, levar a Tijuca onde a fome impera é tentar acalmar onde a sangria fome unge e deixa a barriga doer de fome.

Os verdadeiros corações são aqueles que sabem que alguém passar fome é a dor que mais arde e fere no peito. O povo que no seu rosto lutou por ele, povo explorado, povo escravizado e em seus rostos o suor de correr atrás dele. É através dele que com abundância mataremos a fome do mundo e é preciso acreditar que isso há de se mudar, tempos melhores ainda hão de imperar no nosso mundo.

Clamar por igualdade, partilhar, multiplicar é a receita ideal e mais completa que tem de fazer o mundo morrer a fome e multiplicar o pão.

Deixo aqui a  mensagem que mais se vale de momento a todos: Deixe a ganância de lado que ela só faz brotar ainda mais ódio, e deixe  espalhar a semente do verdadeiro pão, o amor, que só assim  a prosperidade vai florescer um novo amanhã.      Que você, eu,  sustentados pela fé no homem que é forte,manter de pé a esperança das coisas melhorarem.

Siga na luz do Criador que esse alimento é o único que pode salvar o mundo da fome. Pode faltar tudo, mas não deixe o pão faltar na mesa de quem só tem a ele pra se manter de pé e vivo nesse mundo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncio No Post