PAPO RETO COM TIAGO LINCK - O Tuiuti me representa - FOLIA DO SAMBA

Anuncio No Post

PAPO RETO COM TIAGO LINCK - O Tuiuti me representa

Compartilhar

PARAÍSO DO TUIUTI 2019
ENREDO: "O SALVADOR DA PÁTRIA"
Foto: Ewerton Pereira

Solta a crítica porque o ano é propício para isso. Ano eleitoral e novamente a crítica vai ser direcionada a quem deva ser, justamente por ser um ano muito importante para a população brasileira, as eleições.

Para isso a Paraíso Do Tuiuti vai ser valer de uma figura ilustre, bem conhecida por muitos que ganhou as páginas nacionais por nem poder assumir seu cargo.

Essa história nem de hoje é, mas pode se dizer que é atemporal também, justamente porque o Salvador da Pátria, enfim...

Mas me deixe aqui trazer ele, o barbudo, cearense, amado pelo povo, odiado pelos intelectuais, combatente da seca, chegou a cidade junto com aqueles que enfrentavam a seca de 1915 e logo tornou-se  parte do cenário da cidade com suas idas e vindas, entre o Centro e a Praia do Peixe.

Bode que chegou batendo os cascos no calor escaldante do Ceará, pela cidade foi se enturmando e esse caprino foi ganhando destaque.Símbolo da Cultura Sertaneja em uma cidade que pretendia ares de modernidade no inicio daquela época, esse bode tem cabelo na venta hein. Foi incomodar aos grandiosos, bater de frente contra quem  não pensava no povo. Segurou o rojão facin, e olha que nem precisou se transformar, tinha carisma, era considerado muito melhor que qualquer vivente engravatado daquele sertão.

Carisma e Liberdade não lhe faltavam, sobrava, com isso Ioiô, o nome do bode, sim ele era o Ioiô, tão fofo, que circulava pelos estabelecimentos comerciais e pelas ruas de Fortaleza, parecia querer se candidatar a algum cargo, mas era um animal e não podia.Será que não podia?

Tornou-se um personagem tão popular que memorialistas o retrataram em suas obras, aliás o Ioiô merece né, nas páginas hoje que estão amareladas e algumas manchadas pelo tempo, Ioiô é  parte fiel dessa história de Fortaleza e entenderão porque. Figurinha de representatividade única, símbolo da Cultura e da identidade cearense.

Esse ilustre animal caprino era tão famosinho pelas ruas que não deu outra.Numa Fortaleza que almejava na época respirar ares de modernidade impostas por aqueles que apenas tinham o interesse de se beneficiar ao invés de ajudar sua própria gente, a população deu uma resposta na cara de quem queria afrontar eles, o bode Ioiô foi eleito vereador.É isso mesmo, o bode tornou-se vereador da Fortaleza em resposta a toda safadeza que lá imperava.Resposta bem dada a população que não titubeou em defender e achar um afronte a palhaçada que vinha acontecendo. Mas ele não pode assumir, barraram o bichano de assumir uma cadeira na Câmara ou em qualquer lugar que fosse. Tadinho nem berrar berrou, e muito menos sequer assumiu.

Enrolou sua cabeça no meio das patas e saiu batendo cascos, baforando indignações estampadas nos rostos das pessoas que não poderiam ter seu representante ali.

Chegue aqui, isso não está cheirando a eleições que vem por aí. Aqui só estamos retratando que aquele Salvador da Pátria, assim considerados por muito que o aclamaram não pode nem assumir, triste notícia para quem enxergou nele a única salvação desse Brasil.

Armaram lá na praça os palanques erguidos para senhores discursar, enquanto o Brasil era vendido pelos cantos e pelas beiradas. Vende se o Brasil e essa pátria chora, quando a nós só serve lodo, ferro e mordaça para calar as vozes que tanto clamam por justiça.

Vendem-se esse Brasil aos grandões que querem literalmente “comer” o povo sem dó e nem piedade.Vendem-se esse Brasil quando as nossas vozes não são ouvidas, quando interesses maiores estão em jogo e em disputa tirando o nosso simples bode de assumir sua cadeira.

Essa história do bode eleito vereador é um simples, porém alerta a consciência das eleições que vem por aí. Berre nas urnas suas indignações e seus protestos por mudanças. Não aceite calado aquilo que aflige e se torna revoltante.

O voto do cidadão é a arma poderosa, assim era pra ser considerado numa democracia que se exista, mas será que ele é validado como devia ser feito?

É Ioiô a você nos resta servir de espelho, e a população de 1920, um reflexo da nossa de 2018 para lá darmos um basta nisso tudo que estão fazendo com essa Nação.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncio No Post