Parceria de Igor Leal vence o concurso de samba-enredo da Tradição - FOLIA DO SAMBA

Anuncio No Post

Parceria de Igor Leal vence o concurso de samba-enredo da Tradição

Compartilhar
"Mãe baiana ê ê ê... Vem girar... Mãe baiana ê ê ê... Saravá..." é o refrão do hino oficial da Tradição para o Carnaval de 2019. O anúncio do samba campeão dos compositores Igor Leal, Rodrigo Medeiros, Bruno Serrinho, Guto Listo, Jaílton Russo, Pestana, Fernando Professor, Fábio Braga, Rodrigo Ponte, Mário Lúcio, Tinga e Flavinho Bento, foi feita na madrugada de domingo, dia 11 de novembro, pelo intérprete oficial da escola Leandro Santos, após uma disputa acirrada entre as quatro parcerias finalistas.


A noite da grande final começou animada ao som do DJ Marcão comandando grandes sucessos. Logo após, o grupo Puro Samba mostrou seu repertório e encantou os presentes. A escola recebeu personalidades do mundo do samba, como o presidente da Liga Independente das Escolas de Samba do Brasil (Liesb), Gustavo Barros e família, e sua diretoria; a primeira-dama do Império da Tijuca, Cristina Teles; a Corte Gay do Carnaval do Rio de Janeiro; a musa Bárbara Sheldon; o diretor de harmonia da Unidos da Ponte, Adriano Amaral; o diretor de harmonia da Unidos de Bangu, Alexandre Carlos; o ex-presidente do Tupy de Braz de Pina, Fábio Augusto; o diretor jurídico da Liesb, Marcelo Gonçalves; o presidente da Vizinha Faladeira, David dos Santos; entre outros. A imprensa também esteve presente na cobertura da grande final, com profissionais da rádio web Alegria Cachambi, do jornal A Cara do Rio, e do site Empodera Samba.

Após o show de pagode, os segmentos da escola fizeram suas apresentações, com destaque para a ala de baianas, as homenageadas do Carnaval de 2019; além do casal de mestre-sala e porta-bandeira, John Matos e Joana Falcão; da ala de passistas; da Velha Guarda; dos ritmistas de mestre Beto Peçanha; e da voz oficial de Leandro Santos e seu carro de som. A rainha Paulinha Cruz e a musa Adriana dos Prazeres abrilhantaram o evento à frente da bateria Explosão de Elite.

Na ocasião, a diretoria homenageou alguns intérpretes que fizeram parte da escola, com a entrega de uma menção honrosa: Igor Viana, Taroba, Marquinhos Silva, que este ano esteve como intérprete oficial da Tradição, e Celino Dias. Os intérpretes também prestaram homenagem a Edmilton D'Bem, que embalou o samba "Passarinho, passarola, quero ver voar", no desfile de 1994. 

Antes da apresentação das quatro parcerias finalistas, a Corte do Carnaval Gay do Rio de Janeiro foi coroada e apresentada ao público. Em seguida, teve início a final do concurso de samba-enredo com apresentação das parcerias, na seguinte ordem: Thiago Sousa (Samba 05), Igor Leal (Samba 02),  André Kaballa (Samba 08), e Denílson Sodré (Samba 06). As torcidas cantaram e levantaram suas bandeiras defendendo suas parcerias.

Os finalistas apresentaram os sambas com a seguinte ordem: duas passadas sem bateria, uma com a Explosão de Elite, duas com o canto da torcida e, finalizando, 10 minutos com os ritmistas de mestre Beto Peçanha. 

O anúncio do hino oficial foi feito por volta das cinco horas da manhã, com a contagem e conferência dos votos pela presidente Raphaela Nascimento e pelo vice-presidente Rhodrigo Nascimento. O microfone que anunciou o samba foi do intérprete Leandro Santos. A alegria contagiou a parceria de Igor Leal, que recebeu e levantou a taça de campeão do concurso de samba-enredo.

A Tradição será a quarta escola a desfilar pela Série B no Carnaval de 2019, com o enredo "Gira, baiana. Salve as mães dos samba!", dos carnavalescos Leandro Valente e Adenil Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncio No Post