Daniel Vitro e Edilaine Campos formam o primeiro casal da Estrela do 3º Milênio - FOLIA DO SAMBA

Anuncio No Post

Daniel Vitro e Edilaine Campos formam o primeiro casal da Estrela do 3º Milênio

Compartilhar
A apresentação oficial do novo casal à comunidade será neste domingo durante o último ensaio pré-carnaval. Daniel Vitro e Edilaine Campos irão defender e ostentar o pavilhão da Estrela do 3° Milênio a partir de agora até o desfile do enredo “Coragem! Somos nós que fazemos a vida”.

Edilaine retorna após ficar fora por um ano e atuar na co-irmã Nenê de Vila Matilde. Ela conduziu o pavilhão da Milênio por seis anos de 2011 à 2017. “É uma alegria tê-la novamente em nosso quadro de casais ao lado do renomado mestre-sala Daniel que vai estrear na Milênio. Estamos apostando nessa parceria e sabemos que será um sucesso na avenida”, diz Gilberto Rodrigues, Giba. Ambos conquistaram notas máximas e prêmios em suas trajetórias.
Na tarde desta quarta-feira, o casal visitou o barracão na Fábrica do Samba II, conversou com o carnavalesco Murilo Lobo, com o diretor de carnaval Silvio Azevedo e receberam o figurino do desfile. “Estamos felizes demais em fazer parte dessa comunidade guerreira e determinada e ansiosos para chegar domingo”, revela Daniel Vitro.
Tenho uma forte identidade com a escola e muito amor e respeito pelo pavilhão. Voltar está sendo um presente para mim. Será um desafio mas estou preparada e dedicada para esse retorno”, declara Edilaine Campos, que este ano completou 17 anos de avenida.
Reencontro
Após 15 anos separados, Daniel e Edilaine se reencontram como casal de mestre-sala e porta-bandeira e agora na condição de guardiões do pavilhão oficial.  Em 2003, os bailarinos eram responsáveis pelo pavilhão de enredo da co-irmã X-9 Paulistana no enredo: “Pi, iê, rê Jeribatiba ou Pinheiros. A deusa dos rios clama pela preservação: Se ela muda o curso, pode mudar sua história”.  “Fomos parceiros num momento muito especial da minha vida. Eu estava grávida e o Dani cuidou da gente com todo carinho. Criamos uma ligação e parceria muito forte como amigos e na dança”, conta Edilaine, auxiliar administrativa. Di, como é carinhosamente chamada, fez parte da X-9 Paulistana em 2001 até 2004 e Daniel esteve por três períodos de 2002 até 2004, de 2007 até 2010 e de 2017 até este ano.

Trajetória
Edilaine Campos, porta-bandeira
2001 até 2004 - X-9 Paulistana – 2° porta-bandeira
2004 até 2005 - Arranco do Engenho de Dentro/RJ - porta-bandeira convidada
2006 até 2010 - Unidos do Peruche – porta-bandeira oficial
2011 até 2017 – Estrela do 3° Milênio – porta-bandeira oficial
2017 até 2018 - Nenê de Vila Matilde – porta-bandeira oficial
2018 – Estrela do 3° Milênio – porta-bandeira oficial
*Ganhou duas vezes o “Troféu Nota 10” do jornal Diário de São Paulo e um “Estrela do Carnaval” do site Sasp.
Daniel Vitro, mestre-sala
1999 até 2002 - Mocidade Alegre – 2° mestre-sala
2003 até 2004 – X-9 Paulistana – 2° mestre- sala
2003 até 2009 - Mancha Verde (Grupo de Acesso) – mestre-sala oficial
2005 até 2006 - Acadêmicos do Tatuapé - mestre-sala oficial
2007 até 2010 – X-9 Paulistana - mestre-sala oficial
2015 até 2016 - Independente Tricolor - mestre-sala oficial
2017 até 2018 - X-9 Paulistana - mestre-sala oficial
2018 - Estrela do 3° Milênio - mestre-sala oficial
*Conquistou o “Troféu Nota 10” do jornal Diário de São Paulo, em 2005, pela Acadêmicos do Tatuapé e, em 2018, pela X-9 Paulistana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncio No Post