Da Avenida para as telas, a história do menino de 47 - FOLIA DO SAMBA

Anuncio No Post

Da Avenida para as telas, a história do menino de 47

Compartilhar


O filme “Menino de 47: A Resistência do Samba”, de Elber Xavier foi lançado na terça(13). Como Imperiano, não pude deixar de conferir essa obra, que conta toda a história do Império Serrano, desde sua fundação em 1947.


Essa semana estava refletindo muito sobre a minha escola, sobre a fase que ela passa, pois como  pode uma escola que tem  9 títulos em sua bagagem, uma das quatro matriarcas do carnaval estar nesse vai e vem do grupo especial e após ser salva pela Grande Rio estar sendo cotada novamente para rebaixamento?

Pensando nisso tudo, resolvi me prender ao que me tornou Imperiano, ao que fez meu coração bater mais forte pela escola e uma frase presente no filme representa tudo isso: “Há escolas de samba que existem para desfilar. O Império Serrano desfila porque existe”, citação de Luiz Antônio Simas feita pela incrível Rachel Valença.

O Documentário conta com depoimentos de pessoas muito presentes na história da escola, como Rachel Valença, a saudosa Tia Maria do Jongo, Aluísio Machado, entre outros ilustres torcedores, membros da velha guarda, jornalistas e familiares de fundadores e grandes personalidades da escola.


Me encontrei com o que me faz admirar o modo de ser Imperiano, o samba, que tanto nos encanta, com obras imortais de grandes poetas como Silas de Oliveira, Beto sem braço, Dona Ivone Lara, Aluísio Machado, Mano Décio, Arlindo Cruz e outros. Junto temos também a tradicional sinfônica com seu agogô e a tradição  que envolve a escola, o respeito ao símbolo maior, a coroa.

Após todo esse deleite através dos 71 anos de história da agremiação e críticas às “Super escolas de samba S.A” houve uma apresentação da Velha Guarda cantando diversos sambas antológicos como Cinco Bailes da História do Rio, Heróis da Liberdade e Aquarela Brasileira. Ah, não podemos esquecer, Salve Tia Maria!

O documentário irá participar de festivais  como o Finisterra Arrabida film Art Tourism Festival 2019, que ocorrerá em Portugal  e no Ponto Cine, em Guadalupe, que estará em uma programação destinada a temas do subúrbio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncio No Post