'Roteiro dos Desfiles' completa 10 anos e 1 milhão de exemplares - FOLIA DO SAMBA

Anuncio No Post

'Roteiro dos Desfiles' completa 10 anos e 1 milhão de exemplares

Compartilhar
Revista se consolida como grande aliada do público e da imprensa.

O folião que vai à Marquês de Sapucaí para assistir aos desfiles das escolas de samba conta com um grande aliado para entender o espetáculo que passa à sua frente: o "Roteiro dos Desfiles", uma revista editada em português e inglês e distribuída durante as apresentações da Série A e Grupo Especial. O público, além de cantar os sambas, acompanha as histórias das agremiações, alas, figurinos, setores, sinopse do enredo, entre outras informações úteis.


O "Roteiro dos Desfiles" completa 10 anos sendo um pioneiro, disponibilizado gratuitamente ao público. Idealizado pelo historiador Marcos Roza, contabilizou mais de 1 milhão de exemplares em sua história. Mais uma edição já está editada para o Carnaval 2019: sairá quentinha, da gráfica à mão dos sambistas logo no primeiro dia de folia, a sexta-feira (1). 

A revista traz informações necessárias para entender os desfiles

"Além de orientar a plateia, o roteiro também é usado para análise e produção de pautas sobre o Carnaval, pelos repórteres, inclusive repórteres fotográficos, que se posicionam na Sapucaí de acordo com o guia, conseguindo os melhores cliques. É que a revista traz detalhes sobre nomes de fantasias, nomes de alas, nomes de destaques e todas as explicações necessárias para o entendimento daquela apresentação", explica Marcos Roza.


Idealizador do "Roteiro dos Desfiles", Marcos Roza também é historiador e pesquisador de enredos. Começou em 1996 pela Unidos de Vila Isabel. Teve participações bastantes significativas ao longo de sua história, entre elas, “Brazil com ‘Z’ é pra Cabra da Peste, Brasil com ‘S’ é a Nação do Nordeste”, que deu à Estação Primeira de Mangueira o título de campeã (2002); “Brasil de Todos os Deuses”, pela Imperatriz Leopoldinense (2010); “O Grande Circo Místico” pela Mocidade Independente de Padre Miguel (2002); “Um Rio à Beira-Mar: Ventos do Passado em direção ao Futuro” pela Estácio de Sá (2014); “Vida em Poesia… A Lira que é Lucinda” e o “Teu cheiro me dá prazer: Boa Vista espalha o perfume no ar”, pela Independente da Boa Vista (Vitória/ES); e “A Estrela que habita em mim saúda a que existe em você”, pela Mocidade Independente de Padre Miguel (2018).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncio No Post