"A comodidade passa longe da Viradouro", diz presidente ao apresentar carnavalescos - FOLIA DO SAMBA

Anuncio No Post

"A comodidade passa longe da Viradouro", diz presidente ao apresentar carnavalescos

Compartilhar
Convidados pelo presidente Marcelinho Calil, responsáveis pelos segmentos da Unidos do Viradouro estiveram na quadra da escola na noite desta terça-feira, 21. Além de ouvirem do dirigente uma avaliação sobre o desfile deste ano, os líderes foram apresentados aos carnavalescos Marcus Ferreira e Tarcísio Zanon, que assinarão o Carnaval 2020 da escola de Niterói.

No balanço do espetáculo que deu o vice-campeonato do Grupo Especial à escola, o dirigente considerou o saldo extremamente positivo e destacou o comprometimento dos componentes e de toda a equipe responsável pelo trabalho de quadra e de barracão pelo sucesso do projeto, garantindo que a escola trabalhará incansavelmente em busca do título.

Sobre a dupla de artistas, Marcelinho enfatizou que a diretoria não define Ferreira e Zanon como apostas, ressaltando ainda que eles, embora nunca tenham assinado um projeto em conjunto, vêm demonstrando talento em desfiles da Série A.
Crédito das fotos: Wagner Rodrigues/Divulgação

- O Marcus têm bastante experiência no acesso e deu o título ao Império Serrano em 2017, colocando a escola de volta ao Especial. Tarcísio desenvolveu seis desfiles na Estácio, com dois campeonatos, inclusive o deste ano. Estamos seguros e confiantes no trabalho dos dois. Eles chegam numa escola estruturada e a mudança na gestão artística não vai comprometer o potencial da Viradouro. O que eles já têm nos mostrado está nos deixando cada vez mais convencidos de que acertamos na escolha. A escola toda vai trabalhar como nunca, porque uma coisa é certa: a comodidade passa longe da Viradouro.

Falando aos representantes dos segmentos, Marcus Ferreira recordou, com carinho, que já foi componente da Viradouro, da Ala dos Artistas, a mais antiga na vermelho e branco, de 2001 a 2004.

- Tenho ótimas recordações daqueles desfiles e sempre admirei a força da escola. Quanto à nossa chegada aqui, acho que acontece no momento certo. Tarcísio e eu, separados, nos últimos cinco carnavais ganhamos três no acesso. Estamos com muita vontade. A nossa vontade somada à estrutura que a escola está nos proporcionando, e o acolhimento de vocês nesse momento, nos dá mais incentivo ainda. Podem ter certeza que estamos trabalhando para fazermos um grande carnaval, com a cara da Viradouro – prometeu Marcus, carioca de 34 anos, formado em design gráfico e arquitetura, e que, além do Império Serrano, assinou desfiles na Estácio, Renascer de Jacarepaguá e União do Parque Curicica.
Crédito das fotos: Wagner Rodrigues/Divulgação


Tarcísio, nascido no município fluminense de Cantagalo, que fica a cerca de 200 km de distância do Rio, contou que o interesse dele pelas escolas de samba surgiu aos nove anos, justamente com um desfile da Viradouro, que assistia pela TV.

- Foi o desfile que deu o campeonato à escola em 1997 (“Trevas! Luz! A Explosão do Universo”, Joaosinho Trinta). Aquele momento eu nunca vou esquecer. O abre-alas logo chamou minha atenção. Foi o que despertou em mim o interesse pelo espetáculo. Sobre a nossa chegada, eu posso dizer que, com oito dias de trabalho na Viradouro, parece até que já estamos aqui há oito anos, pela forma que a diretoria recebeu a gente e, agora, com a receptividade de vocês. Isso tudo faz a gente acreditar que teremos um carnaval de sucesso – disse Zanon, também formado em design gráfico e pós-graduado em carnaval e figurino.

A apresentação do time completo da Viradouro para 2020 será em 24 de junho, dia de São João Batista, e aniversário de fundação da escola. A previsão é que a sinopse do enredo seja apresentada aos compositores no dia 25. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncio No Post