PROSA DO FOLIA: Manoela Cardoso, 1ª Porta-bandeira da Lins Imperial

Por trás da defensora do pavilhão verde e rosa da Lins existe uma mulher guerreira, valente e de fibra. Hoje o Prosa do Folia traz a trajetória, inspirações e um pouco mais sobre Manoela Cardoso, 1ª Porta-bandeira da Lins Imperial.



 

Quem é a Manoela Cardoso?

- A Manoela Cardoso é uma mulher frágil que se esconde numa carcaça forte. Me magoo por coisas pequenas, mas mantenho a pose. Sou melancólica, rancorosa e detesto me arrumar, maquiagem e adoro sair de jeans e camiseta e em casa gosto de ficar com roupas velhas e confortáveis. Amo ficar em casa sozinha por causa de silêncio e da privacidade. Passei Natal e ano novo em casa sozinha, isso não me incomoda me faz sair do mundo fake News, adooooooro ficar comigo rs.

 

Como começou o envolvimento com o carnaval?

- Comecei me envolver com Carnaval aos 8 anos quando fui ao samba com minha tia e comecei a desfilar na Cubango. Minha mãe era evangélica e minha tia quem me levava para o samba.

 

Por quais agremiações você já desfilou?

- Mirim: Cubango, Porto da pedra e Vizinha Faladeira. Adulto: Unidos do Valéria, Engenho da Rainha, Estácio de Sá, Abolição, Lins Imperial, Paraíso do Tuiuti, Arranco do Engenho de Dentro, Favo de Acari.

Foto: Magaiver Fernandes

Como começou sua relação e o convite para a Lins Imperial?

 - Entrei na Lins através do Mestre sala Cristiano Lopes, que era o segundo, e me convidou para desfilar com ele em 2004 e em 2005 assumi o posto de primeira Porta-bandeira.

 

Como é a relação com seu mestre-sala?

Eu e Weslen Santos temos uma relação bem amigável dentro e fora do samba. Somos amigos íntimos de frequentar a casa um do outro e dividir segredos hahahaha



 

Como é ter a responsabilidade de defender um quesito composto apenas de duas pessoas?

- Sobre a responsabilidade de defesa do Pavilhão posso dizer que é um pouco covarde por ser apenas duas pessoas, mas só assume esse compromisso quem tem coragem e garra. Além de defender o Pavilhão ainda representamos toda uma nação (comunidade), aquelas pessoas que depositam a confiança em você, é como se os componentes passassem uma procuração (Pavilhão) e você respondesse por mais de 1000 pessoas.

 

Qual emoção de fazer parte deste retorno da Lins Imperial para Marquês de Sapucaí?

- Fico muito emocionada pelo retorno da Lins a Marques Sapucaí, eu estava lá quando ela caiu e acompanhei o declínio da escola. Saí por não aguentar ver a Lins numa situação ruim. Teve um ano, 2013, que a escola não tinha nada e eu morava em Rio das Ostras e me ligaram porque não tinha casal e o Pavilhão precisava atravessar a intendente.  Eu vim desfilei a escola passou muito triste e caiu novamente. Prometi que não ia chorar e nem passar mais por aquela situação e em 2016 no grupo C eu retornei após a promessa do Jorge torresmo que não ia mais deixar a escola em "mãos erradas".

 

Você tem alguma inspiração no samba?

- Minhas inspirações do samba foram Raí Santos (o porta Bandeira), com quem aprendi dançar em Niterói e Soninha da Mocidade que vem a ser minha madrinha de samba. Vilma Nascimento e Ana Paula que foi do Salgueiro. Mulheres fortes com belas histórias de vida.

 

Como funciona a sua preparação para o desfile?

- Eu treino o ano todo, mas minha preparação física para o desfile começa em outubro onde faço as dietas e treinos que me dão condicionamento físico para aguentar a avenida inteira. As dietas são baseadas em suplementos hipercalóricos e proteínas depende muito do meu peso atual, pois tenho tendência a emagrecer demais na temporada de ensaios. Tenho um personal trainer que cuida dos meus treinos durante esse período, além disso eu dou seis aulas de dança por dia e pratico jump.



 

Qual a mudança que o carnaval fez na sua vida?

- O Carnaval fez toda minha família deixar de ser evangélica rsrsrs. Mudou minha vida em vários aspectos como a inclusão social, eu era uma criança tímida e sofria bullying na escola.  Quando entrei para o carnaval as pessoas me aceitavam e me mostravam que eu podia ser o que quisesse, isso me fez crescer me deu voz e coragem para enfrentar muita coisa, me trouxe amizades fantásticas, aprendizados como ética e comportamento principalmente nos concursos que participei. Carnaval amadurece as pessoas.

 

O que o carnaval significa para você em apenas uma palavra?

- DESAFIO

 

Aquele recado especial da Manoela para os internautas do Folia do Samba e amantes do seu trabalho

- Nesse momento de pandemia peço a todos não só internautas e simpatizantes, que tenham empatia e que deem mais valor aos momentos que o carnaval nos proporciona. Infelizmente não sabemos ainda o futuro do nosso samba, eu espero ver todo mundo na avenida ano que vem para celebrar nosso carnaval, pois já estou trabalhando para dar o meu melhor no desfile da SRES Lins Imperial que será uma passagem marcante com o nosso eterno MUSSUM. Grande beijo 💋



Nenhum comentário

RESPONSIVE ADS HERE
Tecnologia do Blogger.